fbpx

Roger explica entrada de Diogo Barbosa, admite queda de Bitello e cita diferenças do Grêmio para Vasco e Cruzeiro

Confira os principais destaques da coletiva de imprensa do técnico Roger Machado neste sábado

Antes da vitória de 2×0 do Grêmio na Arena diante do Sampaio Corrêa, neste sábado, pela Série B, uma das escolhas do técnico Roger Machado que chamou a atenção foi a entrada de Diogo Barbosa como titular na vaga de Nicolas. Este foi um dos temas da coletiva do treinador, que ainda reconheceu a queda técnica de Bitello e apontou diferenças do seu time para Vasco e Cruzeiro, ambos em melhor colocação na tabela.

Queda técnica de Bitello

“Teve uma quedinha já com o sistema de quatro jogadores no meio. É absolutamente normal. Todo jogador de futebol vai ficar deslumbrado. O que diferencia é quanto tempo. Tem jogadores que ficam por algumas semanas, outros por alguns anos e alguns durante toda a carreira. Quando o atleta se deslumbra, temos que ter alguém para nos puxar de volta pra terra. Essa é a minha função, também”

Diferenças do Grêmio para Vasco e Cruzeiro

“Torcedor de Vasco e de Cruzeiro no primeiro ano do rebaixamento também geravam ansiedade pro time. Eles aprenderam a jogar a Série B por estarem mais tempo. Nós vamos ter que jogar com essa ansiedade até o fim e eu já falei para os jogadores”

Formação do time

“Dentro do campo os jogadores também tomam decisões de forma autônoma a partir das suas características. Eu preciso ter jogadores mais próximos do Diego Souza, e os atletas que atuam ali hoje, Biel e Janderson, são de velocidade, então em alguns momentos acabam se afastando dele”

Diogo Barbosa no time

“Meu raciocínio para escalar foi em função das características. O Diogo Barbosa é mais ofensivo. Também pensei que se eu tivesse que abrir o time no segundo tempo chamando ele do banco ele poderia sentir a pressão”

CLIQUE NAS MANCHETES ABAIXO PARA LER MAIS NOTÍCIAS SOBRE O GRÊMIO:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas