Inter define logística para o jogo diante do Bolívar e planeja “driblar” efeitos da altitude

Ida das quartas de final da Libertadores já será na próxima terça-feira, dia 22

Faltando exatamente uma semana para a partida fora de contra contra o Bolívar, pela ida das quartas de final da Libertadores, o Inter já definiu qual será a logística para o confronto. O foco do clube é minimizar os efeitos da altitude de cerca de 3,6 mil metros de La Paz, algo considerado como uma “arma” a favor dos times bolivianos nas competições sul-americanas.

No sábado, o Inter recebe o Fortaleza às 16h no Beira-Rio pelo Brasileirão e depois vai treinar ainda em Porto Alegre, no seu CT, no domingo e na segunda-feira pela manhã. À tarde, em voo fretado, vai até Santa Cruz de La Sierra, cidade da Bolívia com menos altitude, onde passará a noite de segunda para terça. A ida para La Paz acontecerá apenas horas antes do jogo.

Veja também:
1 De 6.099

Em coletiva dada no sábado, depois da derrota de 3×1 de virada para o líder Botafogo, fora, pelo Brasileirão, o técnico colorado Eduardo Coudet revelou estar estudando alguns jogos do Bolívar em casa contra times brasileiros, como Palmeiras na primeira fase e Athletico nas oitavas de final. O colorado prega total respeito ao rival e não imagina facilidade alguma:

“Tem o fator da altitude, mas vamos estudar bem eles, os pontos fracos e fortes. Até para ter uma noção. Nosso foco é passar por eles. Tentar fazer um excelente jogo e ganhar lá para trazer vantagem para a volta em casa”, disse o meia Mauricio à TV Inter, na semana passada.

Inter espera voltar com bom resultado

A ideia do Inter é voltar com um resultado viável para o Brasil e ter certa tranquilidade no dia 29, no Beira-Rio, às 19h, no jogo da volta contra o Bolívar. Por conta do foco na Libertadores, é possível que Coudet preserve alguns titulares no sábado diante do Fortaleza.

Saiba mais notícias coloradas:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas