fbpx

Narrador vê influência de dirigentes do Grêmio em escalação do time diante do Sport: “Creio que não foi o Roger”

Time jogou de forma mais retraída com dois volantes de maior poder de marcação no meio

Em coluna escrita no seu espaço no site GZH, o narrador da RBSTV e apresentador da Rádio Gaúcha, Luciano Périco, levantou suspeita sobre a origem da escalação do Grêmio no empate em 0x0 diante do Sport Recife, nesta segunda-feira, na Arena Pernambuco, pela Série B. Segundo ele, os dirigentes tiveram influência e Roger Machado não foi o idealizador da formação.

A grande mudança em relação às partidas anteriores foi a saída de Bitello do time titular para a continuidade de Thiago Santos, que jogou ao lado de Villasanti na etapa inicial:

“Por conhecer seus conceitos, não acredito que foi Roger Machado quem escolheu a equipe do Grêmio que entrou em campo no 0 a 0 contra o Sport nesta segunda-feira (13), na Arena Pernambuco. Ou que a ideia do time tenha saído toda da sua cabeça. Ainda mais sabendo a concepção de futebol dos dirigentes de futebol, que ainda têm o pensamento mágico de que na base da força ou com discursos motivacionais repetitivos ainda se ganha jogo. O treinador gremista sempre deixou claro que gosta de futebol bem jogado, time rápido na transição e com passe qualificado. Mas está muito longe disso”, escreveu Luciano, antes de acrescentar:

“Com todo o respeito, a colocação de Thiago Santos em detrimento a Bitello não tem a menor explicação por parte do treinador. Óbvio que o guri não é indiscutível, nem titular absoluto, mas já no primeiro lance, obrigou o goleiro Maílson a trabalhar”.

Roger explicou opção no Grêmio

Já Roger Machado, na sua habitual coletiva pós-jogo, explicou a estratégia escolhida para o começo da partida sem Bitello e disse ter gostado do que viu em campo:

“A estratégia inicial se mostrou válida pra fazermos um primeiro tempo mais sólido e liberarmos mais os nossos atacantes. A gente sabia que na fase de construção a gente conseguiria levar a bola pro ataque. A escolha de equipe se mostrou eficiente para o propósito que tínhamos. Mesmo com a formação de início, criamos bastante. A frustração do empate é por termos concluído bastante. Mas foi um bom jogo. Pela formação, por jogar fora de casa. Acho que tivemos bom nível”, argumentou o treinador.

Agora com 18 pontos no 5° lugar, o Grêmio tenta reagir diante do Sampaio Corrêa, no sábado, às 11h, na Arena, em Porto Alegre. Informações do time para a nova rodada:

– Edilson será reavaliado, mas não deverá jogar por novo problema muscular

– Como Rodrigo Ferreira ainda se recupera, Roger poderá usar Varela ou Sarará na direita

– Kannemann está suspenso

– Diego Souza volta de amigdalite, enquanto Bruno Alves volta da Covid-19 e Lucas Silva retorna de suspensão

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Grêmio:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas