fbpx

Gabriel cita motivação com a torcida do Inter e diz que encara todas as bolas como a última: “A cada metro de campo”

Volante tem sido um dos jogadores mais combativos na marcação do time na atual fase

Titular absoluto do time do Inter na vitória de 3×0 diante do Atlético-MG, no Beira-Rio, pelo Brasileirão, neste domingo, o volante Gabriel conversou com a imprensa na saída do estádio e falou principalmente de três temas, que resumimos em ordem logo abaixo: a análise do triunfo sobre os mineiros, o desafio contra o Melgar fora quinta-feira pelas quartas da Sul-Americana e a sua característica “guerreira” de jogo.

Vitória contra o Atlético-MG

“Foi um grande jogo. O primeiro tempo foi teoricamente perfeito, pela grande dificuldade da equipe adversária. O Atlético-MG é o atual campeão brasileiro. Então, nós os respeitamos, fazendo o nosso trabalho, marcando forte e, com a bola, tendo personalidade para jogar, saindo da pressão deles. A equipe está de parabéns. Estou muito feliz pelo resultado e agora é seguir trabalhando, porque temos muita coisa pela frente”

Duelo contra o Melgar no Peru

“Pelo que a gente sabe, eles vem fazendo boa Sul-Americana dentro de casa. É um jogo que nós vamos ter que estar bem concentrados para neutralizar os pontos fortes deles, para fazer o nosso papel. Lógico que não só para se defender, mas jogar quando tiver a bola no pé. É quartas de final. Então, é jogo de detalhe. Sabemos que temos tudo para ir ao Peru e voltar com um bom resultado para decidir junto da nossa torcida”

Característica de jogo de Gabriel

“Isso me motiva a cada bola, a cada roubada. A cada metro quadrado de campo que vou disputar, vou como se fosse a última bola. Estou bem feliz, bem adaptado e procurando fazer meu melhor a cada treino para chegar no jogo, fazer os desarmes e ver as manifestações da torcida, o que está sendo bem legal”

VEJA MAIS NOTÍCIAS DO INTER:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas