fbpx

Criticado, dirigente do Inter se manifesta em nota e rebate declarações de D’Alessandro: “Nunca me escondi”

Dannie Dubin, atual vice-presidente eleito do Inter, se pronunciou em comunicado oficial

Através de um comunicado oficial publicado no começo da tarde desta sexta-feira, o vice-presidente eleito do Inter, Dannie Dubin, rebateu ponto a ponto às declarações do ex-meia Andrés D’Alessandro. Na quinta, em entrevista à Rádio Bandeirantes, D’Ale fez duríssimas críticas a Dubin e criticou até mesmo uma foto tirada pelo dirigente ao lado de Figueroa na recente ida do clube ao Chile – relembre tudo aqui.

Dubin negou ter se escondido em “perfis falsos” na internet em algum momento dos últimos anos e ainda lembrou ter ajudado no retorno de D’Alessandro ao clube em 2022:

Torcida colorada. Com relação à entrevista do ídolo colorado Andrés D’Alessandro, venho esclarecer alguns pontos:

  1. Sou conselheiro do clube há quase 30 anos e jamais falei mal da nossa instituição. Enquanto torcedor, sempre expus claramente minhas opiniões sobre futebol.
  2. Nunca me escondi atrás de perfis falsos. Tenho certeza que houve um mal-entendido por parte do atleta nessa citação.
  3. Agora, como vice-presidente, participei da decisão sobre o retorno de D’Ale para uma despedida digna e do tamanho que ele merecia
  4. Don Elias Figueroa é meu ídolo desde criança. Enquanto estivemos no Chile, fomos a primeira diretoria a homenageá-lo em sua terra natal e convidá-lo a assistir jogo do clube com a delegação.
  5. Lamento esse episódio inesperado e considero o caso encerrado. Nosso foco é e sempre será o Internacional“, postou.

A fala de D’Alessandro, demonstrando visível contrariedade ao vivo na Bandeirantes, foi feita com as seguintes palavras:

“Eu vi uma foto lá do Chile do presidente do Inter com o Figueroa e um diretor. Esse é o problema nosso. Um cara que falava mal dos atletas, detonava os atletas na internet, mudava mil vezes o nome para se esconder… e tira foto com um dos maiores ídolos do nosso clube? Com Figueroa? Ele não tinha nem que ter a chance de tirar foto com Figueroa”, disse D’Ale, antes de terminar:

“Essas coisas precisam mudar. Eu fui detonado durante oito anos por ele. Não tenho problema em falar. Fui detonado durante oito anos por ele na internet. Eu me faço, mas não sou idiota. Faço que não ouço, mas ouço e leio. E isso machuca”, ampliou o argentino.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas