fbpx

Celso Roth nega ter encerrado a carreira como treinador de futebol: “Sou jovem”

Figura bastante conhecida e até folclórica no futebol gaúcho, tendo passagens marcantes tanto pelo Grêmio como pelo Internacional, o técnico Celso Roth, 62 anos, espera dar continuidade à carreira no futebol assim que a pandemia do coronavírus der trégua.

Em entrevista dada ao Globoesporte.com, ele lembrou ser “jovem” e com “muito tempo pela frente” para trabalhar no que mais ama:

“Eu sou jovem. Tenho muito tempo pela frente ainda. É um tempo importante para reflexão, para aprendizado, para que a gente possa refletir sobre esse momento. Faz com que todos nós tenhamos valorização maior ainda pela vida e pela profissão que a gente tem. Se tudo correr bem, as coisas devem estar normalizadas até o final do ano ou metade do ano que vem. E tudo volta ao normal, até a jogarmos e nos encontrarmos de novo. Aí, as coisas mudam”, disse.

Desde o seu último trabalho, que foi no rebaixamento colorado em 2016, Roth não trabalhou mais, embora garanta ter recebido “vários” convites:

“Surgiram várias. Também trabalhei 60 dias no Vasco. Nesses dois últimos, eu não consegui fazer bons trabalhos, dar a volta no que estava sendo feito. Isso é momento de reflexão. A gente presta atenção nas coisas, tem que fazer escolha muito boa para que a gente possa realmente mostrar o valor e o trabalho que a gente tem”, acrescentou.

No Grêmio, a sua última passagem foi durante o Brasileirão de 2011. Antes, foi vice com o clube no campeonato nacional de 2008.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas