Direção do Grêmio explica ação que o clube está tomando contra Jailson Macedo Freitas

Ex-árbitro virou alvo de Renato Portaluppi depois do episódio do jogo contra o Bahia

Publicidade

A direção do Grêmio não deixou “por isso mesmo” a suposta interferência externa do ex-árbitro Jailson Macedo Freitas no jogo contra o Bahia, sábado passado, vencido pelos donos da casa por 1×0 em Salvador pelo Brasileirão. Na última terça-feira, o clube gaúcho protocolou Notícia de Infração Disciplinar Desportiva no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e aguarda os desdobramentos.

Tudo começou a partir da denúncia do técnico Renato Portaluppi, que apontou que o diretor de arbitragem da Federação Baiana foi o responsável, indevidamente, por alertar ao quarto árbitro de supostos xingamentos de Diego Costa. Posteriormente, o juiz de campo Braulio da Silva Machado foi comunicado do fato e expulsou o centroavante, que já estava no banco de reservas. Neste momento, Renato e os demais suplentes abandonam o banco e vão para o vestiário.

“É inaceitável e surpreendente que Jailson, ocupando a posição de Diretor de Arbitragem da Federação Baiana de Futebol, tenha figurado inicialmente como Assessor da partida e, posteriormente (após denúncias de nosso treinador, Renato Portaluppi, já na madrugada) tenha sido realocado como delegado local. Essa mudança de função é altamente questionável e coloca em dúvida o que aconteceu com a arbitragem no jogo”, comentou o Diretor Jurídico do Grêmio, Luiz Paulo Germano, ao portal GZH.

“Seja como assessor ou delegado, Jailson se comportou mal. Como assessor não deveria estar presente em campo, e como delegado não possui autoridade para intervir em questões disciplinares do jogo, o que inclui interagir com o quarto árbitro durante a partida”.

Renato citou Jailson novamente

Nesta terça-feira, depois de Operário 0x0 Grêmio pela ida da terceira fase da Copa do Brasil, Renato citou novamente Jailson, que estava escalado para este jogo como “assessor”. O treinador gremista cutucou o ex-árbitro, mas cometeu uma gafe, já que os “assessores” de arbitragem não frequentam o estádio e trabalham de forma remota – entenda aqui como funciona.

“Ele estava aí? Hoje que ele deveria estar, não está. Lá na Bahia, onde não deveria estar, ele estava. Para ver como são as coisas no futebol. É assim. É o sofá no quarto e a cama na sala”, ironizou Renato.

Grêmio Bahia Renato
Jailson Freitas irritou muito o Grêmio e Renato – Foto: Reprodução/SporTV

Presidente do Grêmio apoiou o seu treinador

A ação de Renato em abandonar o campo da Arena Fonte Nova, mesmo com o jogo ainda em andamento, ganhou apoio do presidente Alberto Guerra. Em entrevista dada à Rádio Gaúcha no começo da semana, o atual mandatário gremista explicou como viu a atitude do técnico:

“É importante dizer que o Grêmio não está reclamando do resultado a partir da arbitragem. O Bahia venceu merecidamente no campo, mas tem acontecimentos no jogo e nessa relação que é entre profissionais, arbitragem, quarto árbitro, que é preciso ser esclarecida. Eu vejo como muito legítima essa reação do Renato naquele episódio defendendo os interesses não só do clube como do time”, pontuou o presidente.

Em meio à forte sequência de jogos, o Grêmio volta para Porto Alegre e passa a pensar no retorno das partidas do Brasileirão neste próximo fim de semana. No domingo, a partir das 16h, o tricolor recebe o Criciúma na Arena.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul