Torcedor do Grêmio “defende” chute na arquibancada e aponta para Marchesín; assista

Situação inusitada aconteceu no segundo tempo da derrota para o Huachipato

Publicidade

Uma cena bem curiosa viralizou durante a derrota do Grêmio de 2×0 para o Huachipato, do Chile, na Arena, na noite desta terça-feira, na segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. Já perto dos acréscimos do segundo tempo, um jogador do time chileno chutou forte e alto, sem perigo, fazendo a bola parar nas mãos de um torcedor tricolor na arquibancada.

Este torcedor vibrou e sorriu ao “defender” a bola e ainda apontou para o goleiro do Grêmio, Marchesín, como forma de “pedir o seu lugar” ou “ensinar” como se faz. O arqueiro argentino, que recuperou a titularidade, recebeu algumas críticas de parte da torcida.

Com alguns titulares preservados como Kannemann, Pepê, Gustavo Nunes e Pavón – os três últimos entraram apenas no segundo tempo -, o Grêmio não conseguiu demonstrar forças para reagir e perdeu a segunda partida na competição por 2×0. Antes, havia levado o mesmo placar para o The Strongest, na Bolívia, na estreia.

Agora, o time gaúcho vive situação delicada no Grupo C da Libertadores ainda sem pontos conquistados. Quem lidera a chave é o Estudiantes ao lado do Huachipato, ambos com 4 pontos, enquanto o The Strongest vem em 3° com 3 – veja aqui a ordem dos jogos restantes do Grêmio na competição.

Marchesín desabafa após a derrota do Grêmio

Contratado ainda no começo do ano junto ao Celta de Vigo, da Espanha, o goleiro Agustín Marchesín produziu um certo desabafo depois da partida ao parar para conversar com os jornalistas na zona mista da Arena:

“Vocês têm que falar. Às vezes falam demais, às vezes colocam bola no ângulo e a culpa é do goleiro. Mas tenho que trabalhar, sei que tenho que melhorar. Fazia tempo que não jogava. Com o passar dos jogos, vou ganhando mais segurança. Mas estou aberto às críticas construtivas, às críticas que podem ajudar a crescer. Mas quando há má vontade (é diferente). Obviamente entendo que os torcedores fiquem chateados. Vim aqui para dar o melhor. Talvez as coisas não estejam acontecendo como gostaria. Mas eu sei o que sou como goleiro, minha carreira fala por si só”, disse, antes de ampliar:

“Resta trabalhar e reverter esse momento. Sem dúvida que quando se tem sequência de jogo é mais fácil. Entrei depois de um mês sem jogar. Mas são decisões do treinador que temos que respeitar. Estou aqui para trabalhar, dar o meu melhor. Estou aqui para apoiar a equipe. É um grupo de trabalho muito bom, e estamos juntos. Quando joga um, o outro tem que dar o melhor para seguir crescendo como goleiro”.

O Grêmio usará o restante desta semana para treinar visando a sua estreia no Brasileirão, que acontece neste domingo, a partir das 16h, diante do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul