Presidente do Grêmio descarta Mina, confirma saída de jogador e elogia Renato: “Relação ótima”

Atual presidente gremista Alberto Guerra tratou de vários temas em nova entrevista

Publicidade

Horas antes da partida diante do Huachipato, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, na Arena, o presidente do Grêmio, Alberto Guerra, deu entrevista ao programa Globo Esporte e atualizou temas importantes vinculados ao clube. Ele admitiu a necessidade de reforços, principalmente no setor defensivo do atual elenco liderado por Renato Portaluppi.

Até porque, em breve, o Grêmio estará liberando Bruno Uvini em definitivo para o Vitória, da Bahia, que também disputará a Série A do Brasileirão a partir do próximo final de semana. E, segundo Guerra, o nome do colombiano Yerry Mina, ex-Palmeiras e atual Cagliari, da Itália, está descartado no momento.

Veja também:
1 De 5.921

“Estamos perdendo um zagueiro. O Uvini está indo para o Vitória. Por questão numérica, nós temos que contratar. Tem nome, mas não é o Mina. Estamos trabalhando. Estamos atentos ao mercado. Todos os clubes estão vasculhando o mercado”, disse Guerra, antes de deixar o título do Gauchão já para trás:

“Estou muito feliz com a conquista do hepta. Foi algo muito esperado, desejado, mas que já ficou no sábado, mas tardar no domingo. Agora estamos concentrados para esse jogo importante (contra o Huachipato)“, ampliou o mandatário.

Mina pode reforçar o Grêmio
Mina não vem para o Grêmio, segundo Guerra – Foto: Cesar Greco/Divulgação/Palmeiras

Presidente do Grêmio feliz com Renato

Como mostramos nesta reportagem aqui, Renato completará exatamente 500 jogos treinando o Grêmio na partida desta noite contra o Huachipato, pela Libertadores. Para Guerra, a relação com o treinador é a melhor possível:

“Em 2010, o Duda (Kroeff) me mandou contratar ele pela primeira vez. Tive essa sorte. Eu tive medo. Não se sabia qual Renato viria, se era aquele explosivo. O ambiente não era bom. Mas ele, com sua capacidade, conseguiu. Tínhamos um grupo muito bom e chegamos na Libertadores. A relação é ótima. Existem as cobranças do dia a dia”, finalizou.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas