fbpx

Mano relembra conversa “clara” e olho no olho com Dourado na chegada ao Inter: “Tchê, o que tu pensa da vida?”

Técnico Mano Menezes recuperou o volante, que agora está de partida para o futebol mexicano

Uma das primeiras tarefas de Mano Menezes ao chegar no Inter foi conversar individualmente com jogadores específicos e saber o que cada um deles queria para o futuro. Com Rodrigo Dourado, segundo conta Mano, já neste primeiro diálogo ficou claro o desejo do jogador em “seguir a sua vida”, algo que está acontecendo somente agora com a venda ao San Luis, do México.

Mano, depois da vitória de 2×1 sobre o Goiás fora de casa, disse então ter feito um trato com Dourado respeitando a vontade do jogador: que ele saísse, mas que saísse bem, pela porta da frente e com uma imagem boa diante de todos:

“Quando eu cheguei, tive uma conversa com vários jogadores e uma delas com Dourado. As minhas conversas são claras. Falei: ‘Tchê, que tu pensa da vida?’. E ele me disse que era hora de seguir a vida dele. E eu respeitei isso. Falei: ‘Vamos sair bem, vamos sair pela porta da frente’. A imagem que fica é a do Dourado lá de trás e que sempre foi boa. O clube sabe que as coisas são conduzidas assim. O presidente havia assumido compromisso com Dourado e a palavra é o mais importante que temos”, comentou o treinador, ainda invicto no comando do clube.

Segundo informações dadas pelo Globoesporte.com, o Inter receberá US$ 500 mil pela transferência (aproximadamente R$ 2,5 milhões pela cotação atual) e permanecerá com 30% dos direitos do jogador para lucrar em eventual venda futura.

Sem Dourado, a tendência é que Mano dê ainda mais espaço para Gabriel, Johnny, Liziero e Estêvão, por exemplo. Os três primeiros atuaram em Goiânia. Com 16 jogos de invencibilidade, o Inter volta a campo domingo, 18h, para receber o Botafogo no Beira-Rio.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas