Grêmio dá andamento à ideia de reduzir o elenco e coloca três jogadores para treinar em turno inverso

Desejo do técnico Luiz Felipe Scolari é trabalhar com menos jogadores no plantel principal

Um dos primeiros pedidos do técnico Luiz Felipe Scolari, o Felipão, começa a ser atendido pela direção do clube. Logo na chegada, o treinador pediu uma redução do elenco principal e três nomes já treinam em turno inverso no aguardo de propostas: o goleiro Paulo Victor, o lateral-direito Victor Ferraz e o meia Everton.

“Conversamos algumas coisas (com a direção), mas posso colocar o que eu penso. Temos um grupo de 40 a 44 jogadores. Não dá para trabalhar com todas essas pessoas para fazer o mesmo trabalho. Estamos readequando algumas coisas e, no futuro, se precisar, vamos buscar alguém na medida do possível. Somos abertos ao diálogo em todos os sentidos”, declarou Felipão em uma das suas primeiras entrevistas.

No caso de Paulo Victor, a direção está encaminhando uma rescisão contratual que pode custar até R$ 5 milhões para o clube. Ele havia voltado a jogar sob comando de Tiago Nunes, mas perdeu espaço com a saída do treinador.

Tanto ele quanto Ferraz e Everton já estavam avisados de que não constavam mais nos planos, e os seus respectivos empresários foram liberados para procurarem clubes. Mas o alto salário de todos eles complicou novas investidas.

Desde a última semana, o trio trabalha em turno inverso sem a perspectiva de nova utilização no time gremista.

  • Clique aqui para entrar no grupo 26 para acompanhar as notícias do Grêmio.
  • Clique aqui para entrar no grupo 27 para acompanhar as notícias do Grêmio.