Cadorini admite frustração pela “falta de espaço” no Inter e no Coritiba: “Jogador quer jogar”

Jogador de 21 anos está atualmente emprestado ao Ituano, na Série B

Comprado pelo Inter junto ao Audax-SP no fim de 2021 por cerca de R$ 1 milhão, o centroavante Matheus Cadorini acabou não tendo a sequência que esperava com a camisa colorada, onde tem contrato até a temporada de 2025. No momento, ele está emprestado ao Ituano após um outro período cedido ao Coritiba, em que também esperava ter jogado mais.

Pelo Inter, contando apenas o profissional, marcou dois gols em 22 jogos – ambos foram no Brasileirão de 2021, contra Chapecoense e Juventude. No ano passado, teve poucas chances sob comando de Mano Menezes até ir ao Coxa:

“Eu respeito todas as decisões dos técnicos e também respeito aos companheiros que, à época, receberam oportunidades, mas é inevitável não ficar chateado com a falta de espaço. Jogador de futebol gosta de treinar bem e ir para o jogo, ajudar a equipe da melhor forma e ser feliz fazendo o seu trabalho. Esse tempo que fiquei fora dos jogos foi bem ruim, claro, mas deixo tudo no passado e passo a olhar para frente”, lamentou o jogador de 21 anos em entrevista ao Globoesporte.

Ex-Inter feliz no Ituano

Já com dois gols marcados pelo Ituano na Série B, Cadorini diz estar feliz no atual clube e espera seguir tendo chances de mostrar o seu futebol:

“O Ituano me recebeu muito bem, o clima do clube, cidade e toda a equipe é excelente. Isso facilita o trabalho do time como um todo. Como eu disse, jogador gosta de estar em campo para ajudar o time, e ter essa possibilidade aqui no Ituano me deixa muito contente. Nosso grupo se respeita muito e isso é muito importante para o rendimento de cada atleta subir. Estou muito feliz no Ituano”, concluiu.

Siga o Zona Mista nas redes sociais: TwitterInstagramFacebook e YouTube. Google News do Zona Mista (zonamista.com.br)

loading...

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas