Luxemburgo tem coletiva “invadida” por Pedro Ernesto e brinca com repórter gaúcho: “Guarda de maquete”

Técnico do Corinthians lamentou o empate sofrido no final em gol de Luiz Adriano

Após o empate em 2×2 com o Inter, no Beira-Rio, pelo Brasileirão, o técnico Vanderlei Luxemburgo, do Corinthians, protagonizou um momento engraçado em sua coletiva. A entrevista teve a “invasão” do narrador da Rádio Gaúcha, Pedro Ernesto Denardin, que foi dar um “alô” para o experiente profissional na sala de conferências do estádio destinado ao visitante.

Luxemburgo tem boa relação com a imprensa gaúcha desde a sua passagem pelo Grêmio, entre as temporadas de 2012 e 2013. Aos risos, Luxa ainda brincou com o repórter que é da mesma emissora, André Silva, zoando a sua estatura:

Veja também:
1 De 6.090

“Tudo bem? Graças a Deus! Eu estou bem e tô vendo que você também está bem. E o guarda de maquete está do lado aqui (risos)”, disse Luxemburgo.

Luxemburgo lamenta resultado final

Sobre o resultado final do jogo no Beira-Rio, Luxemburgo lamentou o empate sofrido no apagar das luzes em gol de cabeça do centroavante Luiz Adriano, que posteriormente teve uma polêmica discussão com o colega Enner Valencia.

“O termo que eu usei na fala de final de jogo foi: tem que furar a bola, estávamos com um a mais. Era levar a bola para o ataque, sofrer uma falta, fazer o que precisava. Eu ia fazer duas substituições (Felipe Augusto e Wesley), saiu o gol de pênalti e eu mudei (entraram Roni e Bruno Méndez). Fechei a casa. Num lance fortuito, saiu o gol do Inter. É importante o sentimento de frustração de que a vitória poderia ter saído”, reconheceu Luxa.

Leia mais notícias:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas