Gustavo Maia só no banco e futuro de dois jovens atacantes: Aguirre atualiza temas do Inter após vitória

Treinador uruguaio colorado tratou de algumas situações pontuais em sua coletiva de imprensa

Após conduzir o Inter na vitória de 1×0 contra o Sport Recife fora de casa bem no dia do seu aniversário, o técnico Diego Aguirre, em coletiva de imprensa, tratou apenas como “opção” o fato de não ter dado minutos a Gustavo Maia, novo reforço do clube, que não saiu do banco no jogo da Ilha do Retiro pelo Brasileirão.

Tanto ele como o zagueiro Kaique Rocha, que chegaram ao clube praticamente juntos, foram relacionados pela primeira vez:

“Foi uma opção. Ele tem pouco tempo aqui, somente uma semana treinando. Estou conhecendo ele, vai ter sua oportunidade. Está trabalhando bem. Vai acontecer em algum momento”, declarou.

Outros dois jogadores que não saíram do banco no Recife tiveram as situações analisadas por Aguirre. Os jovens atacantes Cadorini e Juan Cuesta têm contrato por encerrar no Inter, que deverá decidir pela compra em definitivo ou não.

“Juan Cuesta já conhecemos bastante. Treina sempre com a equipe principal, jogador de muito futuro. Cadorini gostamos, a semana passada veio trabalhar com a gente. É um jogador com um bom futuro. São decisões que o clube terá que tomar. Mas tem tempo ainda. Vamos ver o que vai acontecer”, acrescentou o uruguaio.

Veja mais falas de Aguirre em sua coletiva:

ATUAÇÃO NÃO FOI BOA:

“Não fizemos um bom jogo. Nosso objetivo hoje era ganhar ou ganhar. Nós priorizamos a vitória. Gostaria que o time tivesse jogado melhor, mas o Inter foi competitivo, brigou, lutou. Para mim tem coisas sempre a melhorar, mas tem coisas boas que temos que seguir”

CHANCES DO ADVERSÁRIO:

“Foi muito risco. Sport teve chances boas. Tivemos a chance mais clara com Paolo, normalmente é gol. Seguramente teríamos um jogo mais fácil, sem tanto sofrimento. O time continua pegando uma identidade de luta, entrega, de briga. Temos que melhorar no jogo”

HEITOR NA VAGA DE YURI ALBERTO:

“Foram os 10 minutos finais. Não foi uma troca de muito tempo. Nós estávamos sofrendo. O lateral-esquerdo deles estava atacando muito e coloquei ele para ajudar. Yuri não tem a característica de ser um jogador muito defensivo, de ajudar atrás”

  • Clique aqui para entrar no grupo 7 para acompanhar as notícias do Inter.
  • Clique aqui para entrar no grupo 20 para acompanhar as notícias do Inter.