fbpx

Elogiado por Mano, Johnny vira alternativa para ser titular do Inter diante do Palmeiras: “Estou preparado”

Jovem volante pode até fazer uma função mais adiantada na partida de domingo à tarde

Bastante elogiado pelo técnico Mano Menezes, que tem potencializado o seu lado mais ofensivo, Johnny pode pintar no time titular do Inter no domingo, 16h, fora, diante do Palmeiras. A alternativa seria por um meio de campo mais reforçado com ele, sem Mauricio, além da manutenção de Gabriel, Edenilson e De Pena. Ainda tratando de lesão muscular, Alan Patrick seguirá fora.

Em entrevista concedida à Rádio Gaúcha, Johnny deixou a escalação nas mãos de Mano, mas assegurou estar pronto caso a oportunidade de fato ocorra:

“A gente sabe da dificuldade do jogo. Não só esse, como todos os outros. A gente sabe também da qualidade do nosso elenco e de todos os jogadores. Fica a opção do treinador. Eu estou preparado se houver a oportunidade. O Mano é um professor muito experiente, procuro aprender bastante com ele. Ele deixa a gente tranquilo para desempenhar nosso melhor futebol. Tenho certeza que, com isso, poderemos ter bons resultados”, declarou o jogador.

Mano, depois do empate em 3×3 com o São Paulo, quarta, no Beira-Rio, falou do quanto é importante para o time que Johnny potencialize o seu lado mais ofensivo:

“Sou especialista em volante. Bons volantes (risos). É uma contribuição para o futebol quando você tem jogadores que fazem a primeira parte de marcação e ainda chegam no ataque. Johnny tem característica e ambição de entrar na área. Essa ambição resolve jogos. Esse tipo de jogador serve pra gente e que estamos procurando ter mais. Isso faz diferença”, explicou o treinador.

Em termos de tabela de classificação do Brasileirão, o time colorado aparece no 6° lugar com 30 pontos ganhos e vem de dois empates. Antes do São Paulo, ficou no 0x0 diante do Athletico fora.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas