Barcellos perdoa erros de Enner Valencia contra o Fluminense e valoriza campanha na Libertadores: “Caminho é esse”

Presidente do Inter valorizou a campanha do clube no torneio continental

A campanha semifinalista do Inter na Libertadores, em derrota de 2×1 em casa para o Fluminense no jogo da eliminação, foi um dos principais temas da entrevista do presidente colorado Alessandro Barcellos ao Flow Sport Club, no YouTube. O mandatário, por exemplo, absolveu o centroavante Enner Valencia pelos gols perdidos que poderiam ter classificado o time à final:

“O futebol é coletivo, não individual. Embora as individualidades façam a diferença. Tomamos dois gols que não gostaríamos de ter tomado, nos únicos chutes do Fluminense no jogo. Se você não toma e faz mais um… tivemos chances de fazer outros. Mas a gente não individualiza. O Enner Valencia acrescentou muito ao nosso time. Ele veio sem parada desde a Copa do Mundo. Não teve a mesma condição dos outros e isso reflete, por óbvio, nesse segundo semestre. Mas vai nos ajudar muito com uma pré-temporada bem realizada”, afirmou.

Veja também:
1 De 6.127

Para Barcellos, foi importante ficar entre os quatro melhores times da América, o que mostra que o Inter achou o “caminho a ser seguido”:

“Fizemos dois grandes jogos contra o Fluminense. Quis o destino… até os 35 minutos ganhávamos no Beira-Rio. Foi uma jornada importante terminar entre os quatro da América. Em um processo de remodelagem da equipe, em um clube que vem há 11 anos sem grandes títulos. Foi um passo importante, com desempenho e jogando bem. Não adianta ter desempenho sem resultado. Quando se tem as duas coisas, e os números mostram isso nessas partidas da Libertadores, a gente tem confiança maior que esse é o caminho a ser seguido. A eliminação aconteceu, é do futebol, mas não podemos jogar fora o que foi de positivo”, ampliou Barcellos.

A entrevista de Alessandro Barcellos ao Flow:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas