fbpx

Após críticas dos dois clubes, CBF toma decisão sobre a equipe do VAR do jogo entre Inter e Botafogo

Partida no Beira-Rio na noite do último domingo foi marcada por muitas polêmicas

Menos de 24 horas depois de Inter 2×3 Botafogo, no Beira-Rio, pelo Brasileirão, a CBF tomou decisão em caráter oficial sobre a equipe do VAR que esteve operando na partida. O árbitro de vídeo Rafael Traci e o auxiliar Helton Nunes foram retirados da escala do clássico entre São Paulo e Palmeiras, no Morumbi, que acontece nesta segunda-feira a partir das 20h.

A alegação da CBF, que soltou um breve comunicado oficial, é de que os árbitros passarão por uma nova “avaliação”. O árbitro de campo Savio Pereira Sampaio, no entanto, não foi citado.

“A Comissão de Arbitragem comunicou, nesta segunda-feira (20), a alteração da designação de VAR e AVAR da partida entre São Paulo e Palmeiras, pela 13ª rodada do Brasileirão Assaí 2022. A alteração se dá em razão dos árbitros designados anteriormente, Rafael Traci e Helton Nunes, estarem sob avaliação do seu desempenho técnico. Como existe tempo hábil para nova designação, o VAR substituto será Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral e o AVAR será Vitor Carmona Metestaine”, diz nota.

Da parte do Botafogo, as duas principais reclamações foram o pênalti com expulsão do zagueiro Sampaio por toque no braço logo cedo e, depois, a origem do segundo gol colorado com tiro de meta e não escanteio. O time carioca, em nota, protestou e ventilou até a chance de sair de campo durante a partida.

O Inter, por sua vez, fez reclamações sobre o gol anulado de Gabriel Mercado, de cabeça, em que o VAR traçou as linhas e orientou o árbitro de campo a fazer a anulação. O lance aconteceu nos acréscimos, logo antes do gol da vitória do time carioca.

CLIQUE NAS MANCHETES ABAIXO PARA LER MAIS NOTÍCIAS SOBRE O INTER:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas