fbpx

A resposta de Pedro Ernesto Denardin para a reclamação de Mano Menezes: “Seu papel é treinar o time”

Narrador da Rádio Gaúcha respondeu as críticas feitas pelo treinador do Inter no domingo

Ao ter escrito uma coluna no site GZH apontado falhas de Daniel no meio da semana passada, depois da vitória do Inter fora de casa sobre o Goiás, o narrador Pedro Ernesto Denardin, da Rádio Gaúcha, gerou irritação no técnico colorado Mano Menezes. Em coletiva após a derrota em casa para o Botafogo, também pelo Brasileirão, o técnico disse ter achado “estranho” o texto de Denardin exatamente no momento que o clube vivia.

O comunicador, nesta segunda-feira, escreveu um novo texto repercutindo as reclamações de Mano e apontou que o seu papel é “treinar o time”. Veja as principais falas de Denardin na nova coluna:

“Mano Menezes disse ter estranhado comentário que fiz sobre os três lances muito ruins que levaram os torcedores a desconfiar do goleiro Daniel. Não vi Daniel como responsável pela derrota de domingo (19). Talvez tenha falhado no primeiro gol. Talvez”
.
“O time fracassou, o que significa dizer que o jogador não foi atingido pela coluna. Mas se Mano Menezes for encontrar explicação dos insucessos do seu time pelo que ouve e lê está no caminho errado. O seu papel é treinar o time e ele tem feito isto muito bem. Tem recebido muitos elogios da imprensa em geral. Quando perde, melhor é olhar para ver se seu trabalho foi correto. Esta tentativa de responsabilizar terceiros nas derrotas não é novidade”
.
“Daniel foi chamado de frangueiro pelos torcedores, que esperam desempenho melhor do seu goleiro. Mas quero lembrar que faço muitos elogios a este jogador. E não concordo com muitas críticas que lhe são atribuídas”

O que disse Mano Menezes sobre Pedro Ernesto Denardin

As reclamações de Mano na coletiva de domingo, logo depois de ter perdido a invencibilidade de 14 jogos no cargo, foi feita nas seguintes palavras:

“Achei muito estranho que, nesse semana, na véspera de um jogo como esse, saiu uma matéria sobre falhas do Daniel num site importante local. Depois das vitórias que tivemos, da semana de jogos que tivemos. Achei estranho. Não era proporcional. Não vi sentido nisso. Meu papel como treinador, um deles, é não deixar que destruam nossos jogadores como fizeram no passado”, criticou Mano, que ampliou:

“Eu não vi, olhando rapidamente, uma falha justificando ser chamado de ‘frangueiro’ nos três gols que tomamos hoje. E eu procuro ser justo e tenho que passar isso pros meus jogadores. Não vou deixar que queimem algum jogador nosso”.

Agora em 5° lugar com 21 pontos no Brasileirão, o Inter volta a jogar na próxima sexta-feira, 21h30, diante do Coritiba, também no Beira-Rio.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas