Repórter ironiza Coudet após dois minutos de pergunta e cita Fluminense campeão: “Tenho certeza”

José Alberto Andrade, da Rádio Gaúcha, teve um "debate" com Coudet na coletiva

O técnico Eduardo Coudet teve um momento de “debate” com o repórter José Alberto Andrade, da Rádio Gaúcha, durante a sua coletiva após Inter 0x0 Fluminense, nesta quarta-feira, pelo Brasileirão. Tudo começou quando o jornalista fez um apanhado histórico do time jogando no Beira-Rio, em uma pergunta que durou quase dois minutos.

Após citar grandes títulos obtidos pelo Inter em casa, Zé Alberto, como é chamado, passou a mencionar os fracassos recentes e citou o empate contra o “descaracterizado” Fluminense por conta de jogadores preservados por Fernando Diniz, casos de Marcelo, Felipe Melo e Cano. Coudet discordou do termo e recebeu a ironia do repórter:

Veja também:
1 De 6.127

“Desculpa. Eu achei que o Cano fazia falta, mas o Kennedy é melhor que o Cano, que nunca fez gol no Inter”, disse Zé Alberto, claramente irônico.

Ao iniciar a sua resposta, Coudet tocou no tema da semi da Libertadores e perguntou para o mesmo repórter se ele também sentia que o Inter merecia passar pelo Fluminense pelo somatório dos 180 minutos: “Coudet, eu tenho certeza que o Fluminense se classificou”, respondeu o jornalista. Veja toda a situação a partir de 7:55 do vídeo abaixo:

Coudet cita Gre-Nal e repórter se incomoda com assessor de imprensa

Admitindo que ainda existe dor pela eliminação na semi da Libertadores, Coudet falou de outros jogos e citou, por exemplo, o “protagonismo” na vitória de 3×2 no Gre-Nal. Enquanto isso, Zé Alberto reclamou de um dos assessores de imprensa do Inter que tentava tirar o microfone de sua mão, mesmo que o treinador colorado estivesse devolvendo a ele algumas perguntas.

“Estou falando futebolisticamente. O Inter tenta jogar como a história manda, sendo protagonista, em todos os lados da mesma maneira. No futebol, se dá valor há algo que não existe. Quanto tempo você não via um Gre-Nal tão superior? Desde 2018, 2015? O Inter superior assim?”, citou Coudet, antes de acrescentar:

“Acho que merecíamos, mas aceito. Fluminense é um justo campeão. Trabalho a cada dia com a exigência que devo, ao que merece o Inter. Não é uma discussão, mas um debate. Gosto de falar sobre futebol. É buscar uma forma. Hoje demos 20 finalizações em casa. O número pode ser bonito, mas sem ganhar… Quando não ganha, precisa aguentar. Eu não tenho problema, mas gosto de explicar. Mas precisa ganhar, sem dúvida”.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas