fbpx

Guardanapo amassado? Após vitória, Alemão e Pedro Henrique chamam Edenilson e improvisam “bailão” no vestiário; assista

Festa foi grande no vestiário depois da vitória colorada diante do Atlético-MG no Beira-Rio

Como reflexo da contundente vitória de 3×0 para cima do Alético-MG neste domingo, pelo Brasileirão, a festa foi grande dos jogadores colorados no vestiário do mandante no Beira-Rio. O exemplo maior foi Pedro Henrique, fiel às raízes santa-cruzenses, que chamou Edenilson e Alemão para gravar uma espécie de “bailão” improvisado com a música “Guardanapo”, do Rainha Musical.

Sorridentes, o trio fez até a coreografia com a mão na hora do refrão: “Esse guardanapo amassado diz como é que eu tô, sofrendo por amor“.

Pedro Henrique e Alemão têm incorporado as brincadeiras e memes nas redes sociais principalmente em relação às bergamotas. O atacante gosta da fruta e inclusive foi presenteado com um saco de bergamota por um torcedor na véspera do empate em 0x0 diante do Athletico, no Paraná.

Pedro Henrique foi reserva do Inter neste domingo

Vindo de uma grande sequência de jogos como titular, Pedro Henrique iniciou no banco neste domingo e foi alternativa apenas na etapa final na vaga de Wanderson, autor do segundo gol. Resta saber qual será o plano do técnico Mano Menezes para o ataque do time na quinta-feira, 19h15, fora, contra o Melgar, pela ida das quartas da Sul-Americana.

“Já fizemos grandes partidas no Beira-Rio, essa é uma delas. Acho que temos que conseguir manter o que foi feito hoje, todos focados e se entregando muito. Vamos enfrentar uma equipe que de 20 jogos em casa, ganhou 19. É um outro jogo, uma preparação diferente. Não podemos cometer os mesmos erros que cometemos contra o Colo-Colo”, destacou o auxiliar Sidnei Lobo em coletiva.

Pelo Brasileirão, o Inter terminou o dia no 6° lugar da tabela com 33 pontos e tem o Fortaleza como próximo adversário domingo que vem, 18h, fora.

Veja mais notícias do Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas