FGF explica principal mudança do Gauchão de 2024 e espera ter campeonato “mais atrativo”

Grêmio é o atual hexacampeão do estadual e estreia contra o Caxias fora; Inter recebe o Avenida

Publicidade

Em entrevista concedida nesta semana à Rádio Gre-Nal, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), Luciano Hocsman, detalhou os planos para o Gauchão e explicou a principal mudança para a edição de 2024. A partir do ano que vem, oito dos 12 clubes se classificam ao mata-mata e haverá uma fase de quartas de final, em jogo único, antes das semis.

“Houve algumas sugestões de formato para a competição. Tivemos uma conversa com os clubes. Acho que este número de classificados para o mata-mata torna o campeonato mais atrativo. Com times brigando até o final por algo”, declarou o dirigente.

Ainda de acordo com a FGF, as fases de semifinais e finais terão partidas de ida e volta, sem saldo qualificado. Em caso de empate no saldo, a decisão será nas cobranças de pênaltis. Também foi definido por unanimidade que o VAR (árbitro de vídeo) será utilizado a partir dos jogos de quartas de final. Os dois últimos da primeira fase serão rebaixados à Divisão de Acesso de 2025. Outra preocupação da entidade é com o gramado:

“Desde novembro estamos realizando vistorias nos gramados para saber das condições. A infraestrutura também está sendo analisada. Sabemos que os times que subiram neste ano ainda tem coisas para fazer, mas estão se esforçando o máximo”, afirmou Hocsman.

Datas do Gauchão

O estadual de 2024 tem início projetado para o dia 20 de janeiro e a final para o dia 7 de abril. Informalmente, o primeiro Gre-Nal está marcado para o Beira-Rio entre os dias 24 e 26 de fevereiro. O atual hexacampeão, Grêmio, estreia fora de casa contra o Caxias e o colorado recebe o Avenida – a rodada inicial será de 20 a 22 de janeiro.

Grêmio pode usar garotos?

Atual hexacampeão gaúcho, tendo vencido todas as edições desde 2018, o Grêmio garantiu matematicamente a sua vaga para a Libertadores nesta quinta-feira, na Arena, ao vencer o Goiás pelo placar de 2×1. Agora, nas duas rodadas restantes do Brasileirão, brigará para entrar no G4 e ir direto para a fase de grupos da competição continental. Todo este contexto fez o técnico Renato Portaluppi sugerir o uso de garotos da base no próximo Gauchão:

“É botar os garotos para jogar. Quem muito quer, nada tem. E não é só o Grêmio, é o Inter também. Porque os times do interior têm mais tempo para trabalhar, então, quanto antes começar o Gauchão, melhor para eles. Estão com ritmo e treinam por uns dois meses. O Grêmio tem 10 dias para treinar tudo. Como faz isso? Aí você coloca o jogador e machuca o jogador. E não vão render, mas a cobrança vem. Aí, daqui a pouco, você perde o jogador para o Gauchão e também para a Libertadores”, declarou Renato.

Veja mais:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)