Dirigente do Inter vê Palacios como “exemplo” de contratação e faz elogios a Felipe Melo: “Acho um grande jogador”

Direção colorada já mira o mercado para fazer contratações visando a temporada de 2022

De olho no planejamento para a temporada de 2022, o vice-presidente eleito do Inter, Dannie Dubin, concedeu declarações em entrevista à Rádio Gaúcha relembrando as dificuldades financeiras do clube, o que exigirá novamente criatividade na busca por novos reforços. Nesse sentido, ele cita como “exemplo” a contratação de Carlos Palacios, que virou titular do time nos últimos jogos e passou a ser mais elogiado.

“Não temos dinheiro para contratar 20 jogadores e esperar que dois ou três deem certo, como se chegou a fazer em outros anos aqui. Não vamos mudar a ideia que estamos adotando de análise de dados. O Palacios é um exemplo, que a torcida e a imprensa já não tinham mais paciência com ele, e agora começou a melhorar o desempenho dele”, avaliou.

Dubin foi perguntado sobre o interesse em Felipe Melo, de 38 anos, que tem contrato válido com o Palmeiras somente até dezembro.

“Pessoalmente, eu acho um grande jogador. Mas para fazer uma contratação como esta é preciso conversar com o jogador, entender as expectativas dele. É um jogador com idade avançada para os padrões do nosso futebol. Se isso vier a se concretizar como uma vontade do clube, isso vai acontecer apenas depois da final da Libertadores”, opinou.

Antes de efetivar os primeiros reforços para a temporada do ano que vem, o Inter cumpre mais quatro jogos no Brasileirão tentando garantir a vaga na próxima Libertadores. Nesta quarta-feira, 21h30, o rival é o Fluminense fora de casa. O colorado é o 8° com 47 pontos.

Receba as notícias do Inter em primeira mão: