Coudet expõe dificuldades de treinar o time e repercute vaias da torcida do Inter: “Futebol é assim”

Na volta ao Beira-Rio, Inter perdeu de 2x1 para o Vasco da Gama

No tão aguardado retorno ao Estádio Beira-Rio, que não recebia jogos há 70 dias, o Inter, do técnico Eduardo Coudet, decepcionou a sua torcida com um novo resultado ruim pelo Brasileirão – dessa vez, 2×1 para o Vasco da Gama, que ainda não havia ganho como visitante na competição. Em sua coletiva, o treinador colorado falou das dificuldades que está tendo de treinar o time e repercutiu as vaias da torcida pelo tropeço:

Dificuldade de treinar os jogadores

Veja também:
1 De 6.126

Nós tivemos uma enchente. Depois, várias lesões. Fisicamente não consigo repetir a forma que eu gosto de ver o time jogar. Eu tenho um estilo de jogo que eu não consigo implementar. Não dou treinos, porque não é possível por conta dos jogos. Treinei no sintético porque não tinha campos disponíveis em Alvorada. Não são desculpas, mas é o cenário que vivemos

Vaias da torcida do Inter

As vaias vão acontecer quando não ganhamos. Não tem como blindar o time das vaias. Já sabemos o ambiente que enfrentaremos na quarta. Ninguém gosta disso, mas o futebol é assim. Domingo tive que perguntar ao médico quem poderia jogar hoje

A derrota para o Vasco

Todos esperávamos ganhar os 3 pontos hoje. Não faltou presença ofensiva. Hoje estávamos fazendo um jogo bom, éramos melhores até o momento do gol. Praticamente não treinamos desde o último jogo até o de hoje. Sinto que não posso cobrar mais do que já estou cobrando dos jogadores por tudo que estamos vivendo

Inter na Copa do Brasil

Nesta semana, o Inter dá uma pausa na disputa do Brasileirão para colocar todo o foco no retorno dos jogos da Copa do Brasil. Nesta quarta, às 19h, recebe o Juventude pela ida da terceira fase. Depois, pega o mesmo rival na decisão da vaga no sábado, em Caxias do Sul, às 16h.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas