fbpx

Apresentadora relembra “furo” em coletiva no Grêmio pré-Gre-Nal que irritou Celso Roth: “Ele queria me matar”

Hoje na TNT Sports, Taynah Espinoza trabalhou na TV oficial do Grêmio no começo da carreira

Hoje apresentadora e comentarista dos canais TNT Sports, a jornalista Taynah Espinoza teve a experiência de ser repórter da GrêmioTV no começo da carreira abrindo espaço para que mais mulheres entrassem no jornalismo esportivo gaúcho. Porém, nem tudo foi sucesso em sua trajetória no tricolor e uma gafe em coletiva do então técnico Celso Roth é lembrada por ela até hoje.

Ao também jornalista Duda Garbi, em entrevista publicada no YouTube, Taynah lembrou de uma véspera de Gre-Nal em que só ela, no treino, reparou a ausência do volante Adilson. Mesmo trabalhando no veículo oficial do clube, ela “entregou” o desfalque na coletiva do treinador:

“Era um Gre-Nal no domingo. No sábado, o Adilson, volante, não treinou. Eu trabalhava dentro do clube e fui idiota. Era treino aberto e, teoricamente, todo mundo tinha visto. Só que, assim, às vezes, os setoristas estão fazendo qualquer outra coisa e não ficam vendo o treino. Não é sempre. Mas ninguém, naquele dia, tinha percebido que o Adilson não tinha treinado. Eu, pateta, na coletiva, perguntei pro Celso Roth: ‘Por que o Adilson não treinou? É dúvida para amanhã?’. O Celso queria me matar”, relembrou a jornalista, antes de complementar:

“O assessor de imprensa me olhou com uma cara de me matar com os olhos. Eu achei que tinha feito uma pergunta normal, só que não podia fazer, né? Eu trabalhava no clube. O Celso me respondeu, mas, a partir daí, ele meio que ficou p… comigo trabalhando no clube. Mas depois o tempo passou e ele entendeu que eu era uma menina jovem ainda, com 19 para 20 anos, iria fazer m…”, terminou.

Gaúcha de Porto Alegre, Taynah é sobrinha do ex-técnico de futebol Valdir Espinosa, campeão mundial pelo Grêmio, que faleceu em fevereiro de 2020.

Veja mais notícias do Grêmio:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas