Alemão relembra período no Inter e guarda com carinho o gol na despedida de D’Alessandro: “Surreal”

Atualmente, centroavante defende as cores do Oviedo, da Espanha

Atual jogador do Real Oviedo, da Espanha, o centroavante Alexandre Alemão voltou a falar do Inter em entrevista concedida ao podcast Fabricando Sonhos, onde relembrou com muito carinho o seu primeiro gol pelo clube. A jogada ocorreu na partida de despedida de D’Alessandro na segunda rodada do Brasileirão de 2022, em csaa, contra o Fortaleza, em vitória de virada de 2×1.

“O Beira-Rio, falando como jogador vivendo tudo aquilo, é inimaginável. Meu primeiro gol foi no 4° jogo. Quando eu cheguei, o treinador era o Cacique Medina. Tive dois jogos com ele e ele saiu. Contra o Fortaleza, no primeiro gol que eu fiz, era o interino Cauan de Almeida. Era a despedida do D’Alessandro. Beira-Rio completamente lotado e uma energia surreal. Lembro que o jogo teve momentos como pênalti para eles, gol do D’Ale, depois outro pênalti para Fortaleza e aí eu entro faltando uns 15 minutos com o estádio todo cantando. Poder fazer um gol com aquela energia, foi aquela comemoração mesmo”, destacou Alemão.

Veja também:
1 De 6.099

“Eu nem sabia o que estava fazendo na comemoração. Tomei cartão amarelo, porque fui para a torcida e pulei na torcida. E tomei o cartão. Eu falei: ‘Ué, por que o cartão?’. E o juiz me explicou que pela regra não pode fazer isso. Mas valeu muito. Tomaria mil vezes esse cartão. Foi um momento que vou levar para sempre no coração e sempre contarei para meus filhos, netos e família toda”.

Alemão virou reserva do Inter

Antes de aceitar a negociação, Alemão já não era mais titular do Inter e havia perdido espaço com a chegada de Luiz Adriano ainda na reta final do Gauchão. Depois, o jogador foi ainda mais para o fim da fila com a contratação do equatoriano Enner Valencia, que é o atual comandante do ataque da equipe de Eduardo Coudet.

LEIA MAIS DO INTER:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas