fbpx

Victor Ferraz nega arrependimento por ter vindo ao Grêmio, mas critica decisão do clube: “Longe de merecer”

Jogador fez uma longa postagem no Instagram em resposta a um seguidor que perguntou sobre arrependimento

Afastado do time do Grêmio e colocado para treinar inclusive no período oposto aos demais colegas, assim como Paulo Victor e Everton, o lateral-direito Victor Ferraz respondeu alguns seguidores no Instagram criticando esta decisão do clube. Ele entende que não “merece” passar por isso, mas negou manter qualquer tipo de arrependimento por ter trocado o Santos pelo tricolor gaúcho.

O lateral-direito de 33 anos de idade cumpre contrato apenas até dezembro de 2021 e já foi comunicado que não permanecerá. Os atuais principais atletas da posição são Vanderson e Rafinha, que também perdeu espaço com a chegada de Felipão.

“De forma alguma (arrependimento). Tive grandes momentos aqui no ano passado. Liderei as assistências na minha posição durante grande parte do ano. Fomos campeões do Gauchão, fizemos 59 pontos no Brasileirão e fomos pra pré-Libertadores, fizemos quartas de final da Libertadores e fomos vice da Copa do Brasil”, escreveu Ferraz, antes de admitir que teve uma queda técnica no fim da temporada passada:

“Realmente no final eu oscilei bastante e estive abaixo do que poderia produzir. Essa é a parte que o torcedor mais lembra por ser o fim e eu respeito. O Grêmio é gigante e tem que jogar bem sempre. Mas, na minha opinião, (estou) longe de ser um jogador que mereça ser afastado e treinar no período oposto aos meus companheiros”.

A perda de posição de Ferraz para Vanderson ocorreu exatamente na final da Copa do Brasil em São Paulo contra o Palmeiras. Ao longo de 2021, alguns clubes como o Ceará se interessaram pelo lateral, mas esbarraram no salário considerado alto.

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas