fbpx

Roger lembra apelido pejorativo, mas diz querer meia “como o Zinho fazia” no Grêmio: “Para cadenciar o time”

Treinador gremista foi colega do ex-meia Zinho no próprio Grêmio no começo dos anos 2000

Ciente das necessidades de melhorar o time do Grêmio, principalmente o setor de armação no meio de campo, o técnico Roger Machado quer um meia “como Zinho fazia”, conforme declaração dada em coletiva depois do empate em 1×1 com o CSA, fora, pela Série B. Atualmente comentarista de televisão, Zinho foi titular do Grêmio no começo dos anos 2000 e, com Roger, venceu a Copa do Brasil de 2001 marcando gol contra o Corinthians na final.

Roger até lembrou que, por suas características, Zinho era “pejorativamente” chamado de “enceradeira” durante a carreira profissional:

“Nós estamos buscando um meia para jogar atrás do centroavante. É um meia-articulador, um cara que possa cadenciar, dar esse ritmo e parar o jogo. O que Zinho fazia e que pejorativamente o apelidaram de “enceradeira”. Quando a bola chegar nele, que o lateral e o volante tenham tempo para se conectar. Nós temos meias condutores de bola, que aceleram o jogo e não conseguimos cadenciar um pouco mais. Hoje (diante do CSA), Campaz fez isso”, comentou Roger.

Martín Benítez, um dos nomes trazidos nesta temporada para executar essa função, ainda segue se recuperando de lesão e deve ficar entre mais duas ou três semanas de fora. Nas redes sociais, o argentino postou uma imagem fazendo exercícios e usou a legenda: “Falta cada vez menos”.

Ainda sem o seu armador ideal, Roger já pensa no time para jogar terça-feira que vem, às 19h, diante do Londrina, na Arena. O Grêmio é o 4° da Série B com 22 pontos.

CLIQUE NAS MANCHETES ABAIXO PARA LER MAIS NOTÍCIAS SOBRE O GRÊMIO:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas