fbpx

Repórter afirma que direção do Grêmio não quer renovar com Kannemann por achar salário alto: “No microfone muda o discurso”

Zagueiro argentino de 31 anos passa a ser cobiçado novamente por clubes de fora do Brasil

A semana do Grêmio começou agitada por conta da informação de que Kannemann foi alvo de sondagem de um clube do Catar, cujo nome não foi revelado. O defensor tem contrato somente até dezembro deste ano, o que, desde o dia 1° deste mês, já o libera para assinar pré-vínculo com qualquer outro time. Lesionado no momento, o defensor argentino ainda não foi chamado pela direção para renovar.

E talvez nem vá. Pois, segundo relato do repórter André Silva, da Rádio Gaúcha, há o entendimento entre alguns dirigentes de que o argentino tem salário muito alto:

“Surgiu a informação de que Kannemann tem propostas de clube do Catar e de outros times. Além de não ter feito proposta, direção atual não tem interesse em renovar pois considera salário do argentino alto demais. Já ouvi isso mais de uma vez. Mas se ligar microfone o discurso é outro”, citou André no Twitter.

Em entrevista no último final de semana à própria Rádio Gaúcha, o presidente Romildo Bolzan Jr considerou que ainda não havia chegado a “hora” de debater a renovação com Kannemann:

“Essa pauta ainda não está na hora. Estamos em um momento diferente do clube. Considero uma coisa tranquila, mas temos de aguardar o momento oportuno. Se tem alguém que tem uma forma absolutamente correta de tratar essas questões é o Kannemann com o clube, assim como o clube com o Kannemann”, explicou.

Campeão da Copa do Brasil de 2016, da Libertadores de 2017 e da Recopa Sul-Americana de 2018, Kannemann é remanescente ao lado de Geromel da última geração vitoriosa do clube. Em dezembro de 2021, realizou uma cirurgia para corrigir dores no quadril e atualmente se recupera de lesão muscular.

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Grêmio:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas