Renato torce contra possível lesão e aprova entrada de Mayk no Grêmio: “Tem ido bem”

Treinador está contente com o início do lateral-esquerdo gremista

Publicidade

A vitória de 2×0 do Grêmio sobre o Brasil de Pelotas neste domingo, na Arena, em jogo único das quartas de final do Gauchão, trouxe uma preocupação a mais para o técnico Renato Portaluppi. Já sem Reinaldo, que teve lesão de ligamentos no joelho direito, o treinador precisou substituir o também lateral-esquerdo Mayk no segundo tempo por dores musculares.

Depois da partida, o treinador fez elogios ao atleta que veio do Guarani e se mostrou na torcida para que não tenha sido nada grave. Mayk, em passagem pela zona mista da Arena, também esteve otimista quanto ao problema que sentiu no jogo.

“É um jogador que está vindo bem. Analisamos quando estava no Guarani. Quando precisei, tem ido bem. Saiu com uma dor na perna. Fará o exame amanhã pela manhã e diagnosticaremos. Só isso nos dará a resposta”, disse Renato, em declaração recuperada pelo site Globoesporte.com.

Sem Mayk, o jovem da base, Wesley Costa, ganhou a chance de atuar alguns minutos neste domingo. O outro jogador da posição é Cuiabano, que tem enfrentado dificuldades nesta abertura de temporada também por conta de lesões musculares.

Renato torce contra possível lesão e aprova entrada de Mayk no Grêmio: "Tem ido bem"
Renato tem gostado de Mayk no Grêmio – Foto: Roberto Vinicius/Zona Mista

Grêmio pegará o Caxias

Na semifinal do Gauchão, o Grêmio vai enfrentar o Caxias, do técnico Argel, que venceu o São José em casa por 1×0 na abertura da fase de quartas de final na última sexta-feira. A semi será em ida e volta, com o primeiro jogo em Caxias do Sul e o segundo na Arena, em Porto Alegre. A Federação Gaúcha de Futebol detalhará em breve os dias e horários destes jogos – a outra semi tem Juventude contra Inter.

Mais falas de Renato depois de Grêmio 2×0 Brasil de Pelotas:

POSSÍVEIS REFORÇOS

Eu não dou nomes. Mas se o jogador não vem eu só valorizo ele para outro clube. Falo de quem vem e quem assina contrato. Os nomes a gente deixa entre nós e a direção. Alguns conseguimos trazer e outros não. Falo dos jogadores que assinam contrato. Precisamos fortalecer o grupo. Quanto mais chegarem, independente da posição, a gente precisa. O ano é longo, com um jogo atrás do outro. Lesão, cartão. Todos aqui estão conscientes dessa necessidade

RETORNO DE SOTELDO

Craque sempre tem lugar no time. Se eu tenho dois craques na mesma posição, eu boto um deles em outra. O diferenciado sempre jogará comigo. Por que não aproveitarei um cara em cima da média? E não falo só do Soteldo. Isso aí é o de menos. Improviso, troco de posição, mas vai jogar. Prefiro assim do que botar alguém sem confiança. Eu chamo ele de ‘raio’. Vai voltar daqui a pouco. E o Soteldo eu já vi várias vezes jogando por dentro. Contra mim, inclusive. É bom ter isso. Assim eu posso mexer o tabuleiro

RENATO CASTIGANDO IMPRENSA?

Eu não estou castigando ninguém da imprensa não em fechar os portões. Vocês têm a sala de vocês para tomar o cafezinho, a água. Podem ir lá todo dia. A Europa faz isso há muito tempo. Outros clubes daqui também. Aí eu peço para fechar e parece que eu estou revolucionando o futebol gaúcho. Mas não. Isso será rotina no futebol brasileiro. Podem esperar”

LEIA MAIS ALGUMAS NOTÍCIAS DO GRÊMIO:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas