“Não sei o que acontece nos Gre-Nais”: como a direção do Inter recebeu o desabafo de Dourado na Arena

Volante colorado foi o jogador do time a falar em entrevista depois do Gre-Nal 430

Único jogador do Inter a falar depois da derrota de 1×0 para o Grêmio, na Arena, neste sábado, pela primeira fase do Gauchão, o volante Rodrigo Dourado soltou o verbo contra a atuação do time e também contra o retrospecto recente em Gre-Nais. O capitão chegou a dizer que o Inter parece “ter medo de ser feliz” na hora de chutar e fazer os gols.

“Controlamos o jogo todo, tivemos chances de gol, o Grêmio atrás o jogo todo. Não sei o que acontece nos Gre-Nais. Chegamos na cara do gol, não conseguimos fazer os gols, temos medo de chutar, medo de ser feliz. E quem não faz, leva. Foi um belo chute”, disse o jogador.

Nem o técnico Miguel Ángel Ramírez nem a direção do Inter procuram criar ou ampliar polêmica em cima desta postura. O vice-presidente de futebol João Patrício Herrmann ainda destacou que a indignação de Dourado é a de todos no clube:

“Quem assistiu o jogo vai entender a cabeça quente do Dourado. Tivemos chances de ganhar o jogo. A indignação do Dourado é a indignação de todos nós, não só da direção, como também atletas e comissão técnica. Estamos frustrados pela ausência da vitória, mas faz parte. Dourado é um dos líderes do elenco e teve uma reação normal de quem é líder. O Inter tem que fazer desse resultado negativo um entendimento importante para os próximos jogos”, disse o dirigente.

Veja esta fala a partir de 34:20:

O resultado negativo no primeiro clássico da temporada tirou do Inter a liderança do Gauchão, que agora pertence ao Grêmio com os mesmos 17 pontos e um jogo a menos.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.
Deixe um comentário

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. AceitarLer políticas

Políticas & Cookies