Ramírez repercute desabafo de Dourado, explica fase de Patrick e defende Inter: “O importante é que criamos”

Confira mais detalhes da coletiva de imprensa do técnico do Inter depois do seu primeiro Gre-Nal

Ainda no gramado da Arena, momentos depois da derrota de 1×0 para o Grêmio, pelo Gauchão, o volante colorado Rodrigo Dourado desabafou citando até um suposto “medo de chutar, medo de ser feliz” do Inter em mais um novo tropeço em clássico. Na sua coletiva de imprensa, o estreante técnico Miguel Ángel Ramírez concordou com o capitão.

“Sim, tem razão o nosso capitão. Nesse tipo de partida, com um rival de hierarquia, fora de casa, temos que aproveitar as chances. Senão o rival chega e aproveita. Hoje não fizemos. Temos que ser conscientes da importância de terminar as jogadas. Mas me preocuparia mais se não tivéssemos chances, e hoje tivemos. Criamos chances claras para sair na frente. Podiam ser mais. Fico satisfeito nesse sentido, mas ficaria mais satisfeito se tivessem convertido as chances”, declarou.

Ramírez também falou sobre Patrick, outra vez posicionado como ponta esquerda e ainda distante do bom futebol apresentado no último Brasileirão:

“Não sei se a nova função do Patrick é muito diferente da que vinha jogando. A posição é a mesma que atuou no Brasileirão, mas queremos que ele seja um facilitador de espaço pra quem vem de trás”, declarou, antes de aumentar:

“Precisamos ter paciência com ele (Patrick). Ele entende tudo, só precisa de tempo para voltar a ser o que era”.

Esta foi a primeira derrota do Inter na temporada e custou a liderança do campeonato, que agora está com o Grêmio, com 17 pontos.

  • Clique aqui para entrar em um grupo de WhatsApp e acompanhar as notícias do seu time.
Mostrar comentários (1)

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. AceitarLer políticas

Políticas & Cookies