Mano anuncia novidade no Fluminense contra o Inter e admite mudar o estilo de Diniz

Técnico gaúcho vai fazer a sua estreia pelo time carioca nesta quinta-feira

Ex-treinador do Inter entre as temporadas de 2022 e 2023, Mano Menezes irá fazer a estreia pelo Fluminense exatamente contra o colorado nesta quinta-feira, às 20h, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pelo Brasileirão. Será o começo da missão bem clara de Mano em seu novo trabalho: livrar o Flu da zona do rebaixamento, sendo que o time atualmente é o lanterna com 6 pontos, vindo de seis derrotas seguidas.

Para este jogo diante do Inter, Mano, sem fazer mistério, já anunciou o retorno do volante André, que vinha de um longo tempo afastado por lesão no joelho. “André já está recuperado e vai jogar, sim, contra o Internacional. É o único que está escalado, os outros 10 eu vou manter em sigilo”, comentou Mano, em coletiva de apresentação recuperada pelo Globoesporte.com.

Veja também:
1 De 6.102

Este será o segundo trabalho de Mano Menezes no Rio de Janeiro, já que, em 2013, teve uma breve passagem pelo Flamengo. Já Vasco e Botafogo nunca foram seus clubes. Em 2023, após sair do Inter no meio do ano, ele assumiu pouco depois o Corinthians, de onde foi demitido ainda no Paulistão desta temporada.

Mano admite mudar o estilo de Fernando Diniz

Sincero, Mano Menezes admite que o seu Fluminense não jogará no mesmo estilo de Fernando Diniz, que priorizava a saída de jogo “de pé em pé” desde o goleiro, gerando, por vezes, riscos de gol ao adversário. Mas o novo treinador não quer ver a equipe dando “chutão”:

“Bom, eu não sei o número de treinadores de técnicos que nós temos no Brasil, mas tenho certeza absoluta que todos eles que chegassem para substituir o Diniz mudariam o jeito de jogar, porque o jeito de Diniz é único. Então, com pequenas alterações, com maiores ou menores, certamente nós teremos uma mudança de jeito de jogar”, explicou Mano, antes de finalizar:

“Os momentos ruins passam, vamos trabalhar. Essa palavra meio sem graça, que não tem muita coisa, é trabalho, trabalho, respeito profissional, cobrança, porque é necessário que seja assim. Nós nos cobramos muito no futebol, o pessoal de fora olha e acha que está passando por um momento, mas a gente sofre”.

LEIA MAIS:

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas