Perfeccionista, Lucho González elogia atuação do Inter, mas se diz “triste” pelo gol sofrido

Assistente dirigiu o time colorado por conta da suspensão de Eduardo Coudet

Publicidade

Com todos os três gols construídos no primeiro tempo, o Inter venceu o Brasil de Pelotas dentro do Beira-Rio nesta quarta-feira por 3×1 e com grande atuação coletiva, especialmente na etapa inicial. Pela suspensão de Eduardo Coudet nesta rodada do Gauchão, o treinador colorado na beirada de campo foi o auxiliar Lucho González, que deu coletiva pós-jogo e se disse “triste” pelo gol sofrido no segundo tempo:

A atuação do Inter:

Logicamente acho que fizemos um grande primeiro tempo, um grande jogo, com muita entrega, com muita posse. Do jeito que gostamos. Com a sequência de jogos, é complicada a recuperação, a pré-temporada, os jogos seguidos, mas sempre queremos mais. Sabemos que temos um grande elenco, um grande grupo, uma equipe qualificada e, hoje, sobretudo na primeira parte, se viu isso

Estrutura do time

Tem uma forma de jogar que está bem estabelecida independente dos nomes. Jogar no campo rival, muitas finalizações, cruzamentos. Queremos melhorar. Tem um grupo competitivo. Isto se vê na semana. Saem bravos quando perdem. Importante manter esta cultura

Tristeza pelo gol sofrido

A gente vai jogo a jogo. É complicado falar desses dois jogos. Temos em mente recuperar os jogadores. Sabíamos que era a importante a vitória, mas também para manter a liderança. Ficamos tristes por ter tomado o gol, mas agora é pensar no jogo contra o Novo Hamburgo

Lucas Alario

Alario está bem, é um jogador que não teve sequência de ritmo de jogo, o que é importante para todos eles. É um atacante que se cobrava pelas oportunidades que teve, mas hoje felizmente conseguiu marcar o seu gol e ficamos felizes

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO INTER:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas