fbpx

Liziero fora, Johnny dentro: Mano explica como tem feito as escolhas para a montagem do time do Inter

Técnico Mano Menezes reafirma que todos os jogadores colorados podem ser titulares em algum momento

Pelo terceiro jogo consecutivo, o meio-campista Liziero (foto) sequer fardou pelo Inter e ficou fora inclusive do banco na vitória de 3×1 diante do Flamengo, no Beira-Rio, pelo Brasileirão. Mas isso não quer dizer que o antigo titular do técnico Alexander Medina está fora dos planos. O atual técnico colorado Mano Menezes, que vem agora de 13 jogos de invencibilidade no cargo, explicou o seu pensamento para a montagem das listas de relacionados e reforçou que todos estão aptos a atuar:

“Essa é uma caminhada contínua. Não para nunca essa avaliação. Da mesma maneira que você tira alguns por uma ou duas semanas e depois voltam, outros que estão dentro podem dar lugar a eles. Por vezes por importância de função, por necessidade de função, de característica de jogo. Outras vezes tem jogador desgastado e não comunicamos, porque o adversário não pode saber. Mas nós sabemos. A composição da relação passa por isso. Mas eu repito o que falei semana passada: o Inter não tem nenhum jogador que não possa ficar no banco e nenhum que não possa atuar de titular. Todos estão dentro”, declarou Mano.

Se Liziero vem perdendo espaço, Johnny vive situação bem oposta e novamente teve boa atuação ao entrar contra os cariocas. Antes, diante do Bragantino, em Bragança Paulista-SP, fez o gol que abriu o placar de 2×0 complementado por gol de pênalti de De Pena.

Com 15 partidas de invencibilidade na temporada, o Inter curte a boa fase sendo o 3° do Brasileirão com 15 pontos. Sem Taison e De Pena, suspensos, o time se prepara agora para visitar o Goiás, na quarta-feira, a partir das 20h30.

VEJA MAIS – Entrevistas dos jogadores do Inter pós-jogo e apoio da torcida colorada:

Mais notícias! Clique nas manchetes abaixo para saber mais sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas