Lucas Leiva lamenta não ter jogado com Suárez no Grêmio e explica como ajudou o uruguaio em 2023

Ambos são amigos desde os tempos em que atuaram juntos no Liverpool

Publicidade

Por conta de um problema de alteração no ritmo cardíaco, o ex-volante Lucas Leiva precisou abandonar precocemente a carreira e não teve o prazer de jogar ao lado do amigo Suárez no Grêmio de 2023. Mesmo assim, nos bastidores, esteve sempre em contato com o uruguaio e o ajudou em questões do dia a dia, de moradia, escola para os filhos e adaptação.

Lucas, que no momento não está trabalhando no Grêmio, contou sobre a ótima relação com Suárez durante entrevista à Rádio Gre-Nal na premiação dos destaques do futebol gaúcho na semana passada. A amizade entre ele e o uruguaio dura desde os tempos em que ambos defenderam o Liverpool, da Inglaterra.

“Eu já tinha tido a experiência de jogar com o Suárez e estava muito ansioso em poder jogar novamente. Não foi possível. Mas a nossa amizade é muito forte e conseguimos compartilhar grandes memórias aqui em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com as famílias”, comentou Lucas, antes de ampliar:

“Eu ajudei na medida do possível. Obviamente, dizendo para ele como era a cidade e o que ele receberia aqui, principalmente o carinho do torcedor gremista, que é fanático. Ajudei com questões de moradia, escola para os filhos, essas coisas. O Suárez tinha dúvidas, mas hoje sai com o maior legado já deixado nos últimos anos por um atleta não só do futebol gaúcho, mas brasileiro”.

Suárez já sente saudades do Grêmio

Suárez, cujo destino ainda é incerto para 2024, já admite estar com saudades do Grêmio, de Porto Alegre e do futebol brasileiro. No final de semana, ele teve entrevista publicada pelo Esporte Espetacular, da TV Globo, falando exatamente disto:

“Muitas (saudades de Porto Alegre). Foi um ano que não acreditava que ia jogar aqui no Brasil, mas aconteceu. Aproveitamos muito com minha família fora de campo também. Se eu te falar que tem muito jogo, viagens muito longas. Mas acho que também como o Renato também conhece e sabe administrar essa situação foi bem. Mas tenho saudade de tudo, do dia a dia no CT, no Grêmio, saudade da torcida. Jogar na Arena era bem legal. Também toda a paixão que o torcedor brasileiro tem”, comentou o artilheiro, na ocasião.

Leia mais notícias:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)