fbpx

Leandrão relembra expulsão por causa de Ronaldo e cita zagueiro “osso duro” nos tempos de Inter: “Batia até mais no treino”

Ex-centroavante relembrou momentos vivido no Beira-Rio em entrevista ao Charla Podcast

No seu segundo ano de profissional no Inter, Leandrão não costumava ter vida fácil nos treinamentos já que era reserva e na maioria das vezes tinha, do outro lado, Júnior Baiano como marcador. Reforço colorado da temporada de 2002, o folclórico zagueiro não aliviava nem mesmo para os colegas, mas, como conta o ex-centroavante, sempre tinha o hábito de pedir desculpas a cada porrada dada.

“No treino ele batia mais que no jogo. Ele batia e pedia desculpa: ‘Pô, Leandro, foi mal’. Aí depois de novo, tesoura e ele: ‘Leandro, foi mal, cara’. E eu sabia que era isso o treino todo. O Inter teve o Enciso, volante paraguaio, que batia muito também”, relembrou Leandrão ao Charla Podcast, no YouTube.

Após surgir no Inter entre 2001 e 2002, Leandrão rodou em diversos outros clubes dentro e fora do Brasil até voltar ao colorado em 2009. Ele entrou no segundo tempo da derrota de 2×0 para o Corinthians, no Pacaembu, pela ida da final da Copa do Brasil e ainda foi expulso de campo. Segundo ele, por causa de Ronaldo Fenômeno:

“Ronaldo e Romário são os dois melhores que eu já enfrentei. O Ronaldo me f… uma vez. Final da Copa do Brasil de 2009, eu com o Inter. Aí, no segundo tempo, dou uma pegada no Cristian e a bola segue no ataque normal. Cai no Ronaldo e ele para o jogo para avisar o juiz que o colega estava no chão. Aí me deu segundo amarelo e saí expulso. Se seguisse jogando não seria nem falta”, concluiu o ex-jogador, que hoje é técnico de futebol.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DO INTER:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas