Johnny cresce de produção no Inter de Coudet e acredita estar vivendo o seu “melhor momento”

Volante teve atuação bastante elogiada na partida diante do River Plate em casa

Publicidade

Antes criticado pela torcida e inclusive pela imprensa, o volante Johnny vem a cada jogo superando a desconfiança e se mostrando peça útil no Inter, especialmente a partir da chegada do técnico Eduardo Coudet, que já o conhecia de sua primeira passagem em 2020. Na terça, ele foi um dos bons nomes colorados na classificação sobre o River Plate, no Beira-Rio, nos pênaltis, rumo às quartas da Libertadores contra o Bolívar.

“Foi uma noite especial. Ainda estou em êxtase. Foi uma classificação muito importante. Viver tudo o que vivemos, foi muito especial. Fui dormir realizado. Com toda certeza (foi jogo mais movimentado). Eu vim da base. Nesses jogos assim, me sinto um torcedor dentro de campo. Não poderia terminar melhor a noite”, declarou Johnny, antes de falar da sua função na equipe:

Veja também:
1 De 6.003

“Requer um tempo para adaptação (modelo de Coudet). Vejo que estamos nos adaptando muito rápido. Estamos chegando no 100% de entendimento. Só temos a evoluir com o decorrer dos jogos. Com o Mano, eu jogava mais avançado. Tenho essa versatilidade. Com o Coudet, na primeira passagem já tinha jogado (em uma função mais defensiva). Com a confiança que ele me passa fica mais fácil”.

Johnny se diz focado no Inter

Apesar de ser um nome constantemente citado e sondado por clubes do exterior, o jovem volante norte-americano garante estar totalmente focado no Inter:

“Deixo esse papel com o meu empresário e com o meu pai. Fico tranquilo quanto a isso. Meu foco é no Inter. Venho vivendo o meu melhor momento. Tento não pensar”, finalizou Johnny, que está suspenso contra o Botafogo fora neste sábado pelo Brasileirão.

LEIA MAIS DO INTER:

Canal WhatsApp - Zona Mista Inter

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas