Inter explica polêmica do anúncio de Borré e ainda acredita em vinda antecipada: “Qualquer dia é dia”

Presidente Alessandro Barcellos falou sobre Rafael Borré durante esta terça-feira

Publicidade

Em participação no programa “Bola Nas Costas”, da Rádio Atlântida, nesta terça-feira, o presidente Alessandro Barcellos detalhou a negociação do Inter com o atacante Rafael Borré e disse não ter tido culpa sobre a irritação do Werder Bremen com o anúncio oficial do jogador. O clube alemão, que o tem por empréstimo até o meio do ano, não gostou na semana passada de ver o colombiano com a camisa colorada assinando o contrato.

Barcellos afirma que foi o Frankfurt, que é o clube que detém os direitos do jogador, que autorizou o Inter a anunciá-lo oficialmente. O mandatário também deixou uma ponta de esperança de que o colombiano possa chegar antes de 10 de julho, que foi a data “limite” colocada pelo colorado na semana passada:

“A janela fecha em março. Até lá, qualquer dia é dia. Vai depender do clube alemão que hoje tem o jogador. O campeonato lá termina em maio. São contas que eles também estão fazendo. O jogador e nós. Estamos trabalhando para tentar. É um contrato feito entre o Frankfurt e o Werder Bremen. Não com o Inter. Contratamos o jogador do Frankfurt, que inclusive nos autorizou a anunciar o atleta. Há um total acordo entre as partes de que isso seria feito desta forma”, afirmou Barcellos.

Borré é do Inter
Barcellos e Borré juntos na Alemanha – Foto: Reprodução/Twitter

Coudet também tem esperança em ter Borré rapidamente

No último domingo, depois da magra vitória de 1×0 para cima do Avenida, no Beira-Rio, pelo Gauchão, o técnico Eduardo Coudet foi perguntado sobre Borré e deixou um fio de esperança em sua chegada antecipada:

“A segurança que temos é que Borré vai chegar quando finalizar o seu contrato. Depois, as partes podem tentar um acordo para antecipar isso. Mas não sei. Seguramente, estamos buscando mais jogadores em diferentes posições. Não todos os nomes que aparecem, pois seriam uns 70 (risos). Vocês da imprensa sempre pegam algo, algo acertam. Estamos trabalhando para fechar contratações e sinto que vamos fazer um grande grupo”, citou o argentino.

No momento, o Inter não planeja oferecer uma compensação financeira ao Werder Bremen para ter Rafael Borré agora. A diretoria entende que o investimento por ele já foi feito – cerca de 6,2 milhões de euros ao clube detentor dos seus direitos, o Frankfurt.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas