fbpx

Grêmio vê “lado bom” da venda de Ferreira, desconversa sobre novo contato a Pedro Rocha e confirma: “Borja e mais dois”

Confira mais informações envolvendo os planos da direção do Grêmio sobre o mercado

Embora deixe bem claro que não queria perder Ferreira neste momento, justamente por entender que ele é jogador decisivo na recuperação do clube no Brasileirão, o Grêmio vê um “lado bom” caso o Atlanta United confirme o pagamento de sua multa rescisória: o dinheiro em “cash” que vai entrar permitindo investimento imediato em novos reforços, como citou o vice de futebol Marcos Herrmann.

A multa de Ferreira é avaliada em 8 milhões de euros e a fatia que ficará com o Grêmio é de 50%, isto é, 4 milhões de euros – cerca de (R$ 24,8 milhões).

“Todos clubes brasileiros operam com déficit. O Grêmio cobre ele com vendas. As vendas feitas ao longo do ano cobrem este rombo, digamos assim. Os recursos que vem do Matheus Henrique e do Ruan ainda não vieram porque os acordos ainda estão sendo feitos. Se o depósito da multa rescisória do Ferreira se confirmar, vem à vista. Estamos com cash“, explicou Herrmann.

Perguntado se Pedro Rocha poderia ser tentado novamente, uma vez que foi o pedido de 500 mil euros do Spartak Moscou que dificultou a volta, Herrmann desconversou:

“Eu não vou citar nomes, não faz parte da nossa estratégia negocial”.

Mas garantiu que, além de Borja, que inclusive já chegou em Porto Alegre na última noite, outros dois atletas serão contratados:

“Estabelecemos prioridades em nomes e vamos trabalhar em cima deles. É o Borja e mais dois, em outras duas posições diferentes”, concluiu.

Veja as entrevistas coletivas depois de Grêmio 1×0 Vitória:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas