Grêmio ainda não banca Diego Costa no Gre-Nal e elogia postura do centroavante: “Já fez amizades”

Diretoria gremista está gostando bastante do que tem visto de Diego Costa

Publicidade

A direção do Grêmio ainda não é capaz de dizer se o centroavante Diego Costa, de 35 anos, estará presente no Gre-Nal 441, no Beira-Rio, domingo, às 18h, em mais uma rodada da fase classificatória do Gauchão. O jogador vem realizando normalmente todos os treinamentos desta semana, mas a decisão final, claro, será do técnico Renato Portaluppi.

Em entrevista concedida na noite desta quinta-feira à Rádio Gaúcha, o vice-presidente de futebol do Grêmio, Antônio Brum, elogiou a forma física com a qual Diego Costa se apresentou. Mas reiterou que o clube não quer se “precipitar” com ele, ampliando o mistério para o clássico:

“Diego Costa chegou bem fisicamente, é um cara que se cuida. Estava trabalhando. Ele deixou claro que gostaria de fazer uma mini pré-temporada. Estamos sentindo ele no dia a dia e não tem ainda como afirmar. Para começar o jogo, provavelmente não. Mas não tenho como dizer. É o Renato que sentirá a hora certa de o utilizar. Não podemos arriscar uma precipitação, mesmo sendo um Gre-Nal”, afirmou.

Antônio Brum no Grêmio
Antônio Brum tem otimismo com Diego Costa no Grêmio – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Direção do Grêmio feliz com dia a dia de Diego Costa

Outro aspecto abordado com felicidade por Brum nesta entrevista foi o dia a dia de Diego Costa, mesmo em bem pouco tempo de clube. O centroavante, segundo o dirigente, tem brincado com todos e já fez várias amizades no CT Luiz Carvalho pela sua forma de ser:

“Ele se dá bem com todos, é muito brincalhão. Já fez amizade com todos no clube. Diferente do que se falou de ele não ser bom de vestiário, ele está integrado e afim. As primeiras impressões são as melhores possíveis. A qualidade e a carreira são incontestáveis. Esperamos que possa ser assim também no Grêmio. O ambiente do Grêmio é muito bom. Renato conduz isso muito bem”, afirmou.

Renato convenceu Diego

Em recente coletiva, Renato explicou o porquê da contratação de Diego Costa e confirmou que precisou “convencer” o jogador a continuar no futebol brasileiro, já que ele deixou o Botafogo ao final do último Brasileirão e voltou para a Espanha, onde tem residência com a família. Por lá, jogou por muitos anos com a camisa do Atlético de Madrid.

“O Diego Costa é um jogador que atuou em alto nível na Europa durante 10 anos. Não precisa de apresentação. Fez gol, fez sucesso, foi cotado para disputar Copa pelo Brasil. Vai nos ajudar sem dúvida alguma. Conversamos com ele algumas vezes. No ano passado, tínhamos a informação que ele não queria mais ficar aqui. E aí, sim, fomos atrás de outros nomes. A vida dele é em Madrid, ele nem precisava voltar, inicialmente não queria voltar, mas aceitou vir ao Brasil e convencemos ele. Eu considero ele um grande atacante e tenho certeza que ele vai se encaixar, vai nos ajudar. É difícil encontrar jogadores, mas ainda bem que a gente conseguiu convencê-lo a vir. Foi uma grande contratação”, declarou Renato, depois do empate em casa com o São Luiz pelo Gauchão.

Para esta específica posição, o Grêmio segue contando com o criticado João Pedro Galvão, que segue sendo o titular do time. Além dele, há o jovem André Henrique, que vem entrando em praticamente todas as partidas da temporada.

LEIA MAIS DO GRÊMIO:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul