Goleiro do Grêmio admite jogo tranquilo, mas brinca com “dor de garganta” por orientar colegas

Marchesín teve pouco trabalho na vitória de 2x0 diante do Novo Hamburgo, na Arena

Publicidade

Contratado junto ao Celta de Vigo, da Espanha, para preencher a carência de um goleiro mais experiente no elenco, Agustín Marchesín vem começando a ter maior sequência de jogos e foi titular na recente vitória do Grêmio sobre o Novo Hamburgo, na Arena, pelo Gauchão. Ele mesmo, porém, reconheceu ter sido bem pouco exigido no jogo da última terça, que terminou com triunfo tricolor por 2×0 com gols de André Henrique e João Pedro Galvão.

Ao elogiar o sistema defensivo gremista e reconhecer a “partida tranquila”, Marchesín brincou sobre a sua “dor de garganta” por ficar, constantemente, orientando aos gritos os seus companheiros, especialmente os da linha de defesa:

Veja também:
1 De 6.003

“Sim, a verdade é que foi um jogo tranquilo, mas fico com a garganta um pouco (dolorida)… é um jogo que precisei mais falar, porque, por momentos, a equipe rival pegou a bola e atacou bem. Mas creio que a nossa zaga fez um trabalho muito bom e a equipe esteve sempre bem posicionada, que é o mais importante”, declarou o arqueiro argentino.

“Estou me sentindo bem. Com o passar dos jogos, vou me sentindo melhor. Acho que tenho muito a melhorar. Tenho 35 anos, mas o goleiro sempre pode evoluir, crescer e aprender. Tenho a sorte de ter um treinador de goleiro muito bom e estou muito contente com o dia a dia. Queria ser mais jovem para crescer e aprender até mais”, ampliou.

Grêmio se prepara para o sábado

Com tendência de sequência para Marchesín na titularidade, o Grêmio, que está na ponta do Gauchão com 15 pontos, recebe o São Luiz neste sábado a partir das 16h30.

Leia mais notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas