“Dinheiro é importante, mas…”: Fernando explica “não” ao Inter e se emociona em entrevista

Volante tinha acerto encaminhado com o colorado, mas preferiu jogar no Vila Nova

Publicidade

Antes encaminhado com o Inter, o volante Fernando chegou oficialmente ao Vila Nova após um longo período no futebol europeu, onde defendeu camisas como a do Porto, do Manchester City e mais recentemente do Sevilla. Ele admitiu ter tido outras propostas fora a do clube goiano, mas lembrou que o fator financeiro nem sempre é o mais importante – o experiente atleta de 36 anos chegou a se emocionar na coletiva de apresentação no Vila.

“Dinheiro é importante, mas tenho 17 anos de Europa. Já passei muito tempo lá fora. Quero estar mais perto dos meus pais, da minha família. Estou voltando para minha casa. Quando decidi deixar o Sevilla, só poderia vir para cá. Não fazia sentido ir para Rio Grande do Sul ou Rio de Janeiro. Aqui eu treino, depois vou para casa da minha mãe, encontro os torcedores que eu amo, do clube que eu amo. Estou em casa”, disse Fernando, em declaração recuperada pelo Globoesporte.com, antes de ampliar:

“Realmente apareceram vários clubes brasileiros, mas eu tinha um coisa na cabeça que um dia eu queria voltar ao Vila e retribuir tudo que o Vila fez por mim. Se fosse dois anos depois, talvez eu não conseguisse. Hoje estou bem fisicamente e posso retribuir. Alguns jogadores voltam, e a imagem é bem explorada, mas ainda quero e posso retribuir dentro de campo”.

Inter tem “plano B” em curso

Já que não conseguiu fechar com Fernando, o Inter está partindo para um outro plano em relação ao setor de volantes. Como mostramos aqui, o clube avançou nas últimas horas nas tratativas com Thiago Maia, do Flamengo, que pode inclusive ser anunciado nos próximos dias. A direção colorada busca um jogador da função desde a venda do antigo titular Johnny para o Real Betis, da Espanha.

Leia mais do Inter:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Inter em tempo real. (Clique Aqui)