Ex-presidente do Grêmio confirma arrependimento por ter trazido Douglas Costa: “Foi um equívoco”

Romildo Bolzan Jr, em nova entrevista, voltou a falar da difícil temporada de 2021

Publicidade

Sincero, o ex-presidente Romildo Bolzan Jr admite que errou ao trazer Douglas Costa de volta para o Grêmio no final do primeiro semestre de 2021. A ideia era dar um salto técnico e de qualidade no plantel, mas a realidade foi bem outra e o jogador – até pelas polêmicas extracampo – acabou sendo um dos pivôs da trágica campanha do rebaixamento no Brasileirão.

Para Bolzan, Douglas Costa acabou “não acrescentando grande coisa” no elenco e também teve um “comportamento” que poderia ter sido diferente:

“Foi [um erro]. Não creio que tenha acrescentado grande coisa no elenco. A premissa de trazer o Douglas estava correta, mas o momento se revelou errado por conta de tudo o que vinha acontecendo, como a estrutura do futebol, o comportamento próprio dele, a irreverência de vez em quando para algumas coisas… se o raciocínio que foi montado [para contratá-lo] foi nas melhores das intenções, o trato de como a coisa se desenvolveu não foi bom. Foi um equívoco”, admitiu Bolzan, ao jornalista Duda Garbi, em declaração recuperada pelo site Gremistas.

Douglas Costa não ficou no Grêmio

Por ter se tornado um jogador muito caro para o Grêmio em ano de Série B, Douglas Costa negociou a sua rescisão em janeiro de 2022 e posteriormente foi para o Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos. Ele ainda tem valores em aberto para receber do tricolor.

Após deixar o futebol dos Estados Unidos na reta final da última temporada, o jogador, hoje com 33 anos, se encontra livre no mercado, aguardando oportunidades para dar continuidade à trajetória profissional dentro do futebol.

Leia mais notícias:

Entre no canal do WhatsApp do Zona Mista e receba notícias do Grêmio em tempo real. (Clique Aqui)