Ex-jogador do Grêmio lamenta não ter conseguido jogar com Suárez no clube: “Ficou o gostinho”

Atacante uruguaio teve uma passagem marcante pelo tricolor no ano de 2023

Publicidade

Anos depois da amizade construída no Liverpool, da Inglaterra, Lucas Leiva e Suárez se reencontraram no Grêmio no começo da temporada de 2023, mas, por um problema cardíaco, o então volante precisou parar de jogar e anunciou a aposentadoria dos gramados. Segundo ele, ficou o “gostinho” de querer, mas não poder atuar ao lado do uruguaio novamente na carreira.

“Me dói não ter tido a oportunidade de jogar com ele de novo. Depois de tanto tempo nos reencontramos, mas vivi grandes momentos com o Suárez fora de campo e é isso que eu levo. Havíamos nos afastado por distância e nos reaproximamos aqui. Isso foi muito bacana. Consegui ajudá-lo em alguns momentos. Ficou o gostinho de quero mais, porque não encerrei como eu gostaria. Mas as pessoas têm o respeito e isso é muito bacana”, afirmou Lucas em entrevista ao jornalista Duda Garbi.

No total, Suárez realizou 54 jogos com 29 gols com a camisa do Grêmio, sendo o principal condutor da campanha do clube rumo ao vice-campeonato do último Brasileirão. Antes, o uruguaio participou dos títulos da Recopa Gaúcha e do Gauchão com gols nas decisões.

Técnico do Grêmio surpreendeu Lucas Leiva

Após 15 anos de Europa, divididos entre Liverpool e Lazio, Lucas Leiva voltou ao Grêmio no meio de 2022 e conheceu o técnico Renato Portaluppi pouco tempo depois de sua chegada. O ex-volante diz ter se surpreendido positivamente pelo que observou do dia a dia do treinador:

“Eu nunca tinha trabalhado com o Renato e não tinha noção de como ele era. Foi uma bela surpresa. É aquilo que todos observam. Se eu posso definir ele em uma palavra, é ‘gestor’. Ele faz muito bem a gestão de grupo. Naquele momento, ele conseguiu juntar os atletas que tinham dificuldade e viu uma possibilidade de jogar mais no ataque. Nunca tinha jogado assim, mas foi algo simples. Ele me disse que não tínhamos uma estrutura de sair jogando, nem velocidade que gostaríamos. Seria para eu recuperar a característica de entrar mais na área e fazer gols, algo que não era comum para mim na Europa”, afirmou Leiva.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Ajude o Rio Grande do Sul – Doe pelo PIX – CNPJ: 92.958.800/0001-38

Ajude o Rio Grande do Sul
Chave PIX - CNPJ: 92.958.800/0001-38 Instituição: Banrisul Nome: SOS Rio Grande do Sul