Após áudio, Aguirre entra em cena, lidera gestão de crise e chama Boschilia para conversar: “Nosso problema é o Fluminense”

Treinador uruguaio liderou uma conversa no vestiário com o elenco durante a manhã desta terça

A manhã de terça-feira foi de gestão de crise no Internacional tendo o técnico Diego Aguirre o condutor de uma reunião com todos os jogadores. Com as portas do vestiário fechadas, o treinador passou a régua no áudio vazado do ex-coordenador da preparação física Paulo Paixão e deixou claro que a opinião emitida por ele contra o elenco não é a mesma da comissão técnica.

Em seguida, segundo relato feito pelo portal GZH, Aguirre chamou o meia Gabriel Boschilia para uma conversa individual – o jogador, nas palavras de Paixão, é um “enganador” no banco de reservas.

“O técnico lamentou a situação por considerar Paixão um profissional qualificado e um aliado na batalha por uma vaga na Libertadores. Houve uma conversa entre todos. A frase mais repetida pelo treinador, segundo testemunhas, foi: “Nosso problema não está aqui, está no Fluminense”. A reação, sempre de acordo com quem esteve no ambiente, foi positiva”, diz matéria do jornalista Rafael Diverio.

Boschilia foi o único jogador citado no áudio – que ainda fez menção a Cuesta, Dourado e Patrick como possíveis moedas de troca – a se manifestar nas redes sociais sobre o caso. E, claro, lamentou:

Dentro de campo, o Inter segue lutando para melhorar no Brasileirão sendo o 8° com 47 pontos. Na quarta-feira, 21h30, fora de casa, o rival é o Fluminense.

Receba as notícias do Inter em primeira mão: