Túnel do tempo: ex-meia do Grêmio revela que Fernando Diniz já partiu para cima de Renato

Carlos Alberto, ex-meia gremista, contou a inusitada história em entrevista ao Charla Podcast

No começo de sua carreira como treinador, Renato Portaluppi teve que encarar a insatisfação de um certo jogador do Fluminense que não queria saber de ser reserva. Hoje, o rebelde da época é “apenas” o treinador da Seleção Brasileira e atual treinador campeão da Libertadores da América pelo Flu, Fernando Diniz.

Quem contou a história foi o “pivô” da confusão, Carlos Alberto, que foi escolhido por Renato para entrar no time do Fluminense na vaga do próprio Diniz. A situação, segundo Carlos, aconteceu entre as temporadas de 2002 e 2003:

Veja também:
1 De 6.087

“Diniz era acelerado. Jogava o Diniz e o Beto Cachaça no Fluminense. Tinha o Dejair, que chegava pro Renato e dizia: ‘Tem um garoto vindo da base que precisa jogar’. E o Ricardo Rocha, que auxiliava o Renato, alertou que o garoto estava com o púbis doendo. Foram fazer um trabalho de preparação física para botar para jogar. Mas quem tinha que sair do time? Fernando Diniz”, lembrou o ex-meia, ao Charla Podcast.

“Nesse treino… o Dejair chegou em mim e falou: ‘Não se mete nisso’. Claro que eu não ia me meter, pô. Eu ia jogar. O Diniz foi pra cima do Renato, foi pra dentro. Tanto que ele sai do Fluminense e vai pro Flamengo depois. Alguém tinha que sair para eu jogar (risos). Mas o Diniz era muito bom jogador, tinha qualidade”, acrescentou.

Carlos Alberto jogou no Grêmio com Renato

Durante um curto período de 2011, Carlos Alberto atuou com a camisa do Grêmio e teve Renato como seu comandante. No entanto, o meia teve vida curta em Porto Alegre e no mesmo ano se transferiu ao Bahia.

Acesse o canal do nosso WhatsApp e ative o sininho para receber notícias:

Canal WhatsApp - Zona Mista Grêmio
Entre no canal e ative o sininho para receber as notificações

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas