fbpx

Tomou as dores: vídeo mostra Vitão empurrando Rafael Ramos após perguntar para Edenilson o que aconteceu

Zagueiro colorado foi titular no empate em 2x2 diante do Corinthians no Beira-Rio

Em meio à paralisação de Inter 2×2 Corinthians na reta final do segundo tempo por conta da denúncia de Edenilson, que alega ter sido chamado de “macaco” por Rafael Ramos, o zagueiro colorado Vitão tomou as dores do colega e foi para cima do rival, empurrando-o como forma de protesto por sua atitude. Antes, o defensor é visto perguntando ao volante o que havia acontecido.

Vitão, após empurrar Ramos, é contido por outros jogadores do Corinthians como o goleiro Cássio e se afasta da roda. Em clima tenso, o jogo válido pelo Brasileirão continuou após cerca de dois minutos de paralisação e ficou mesmo no empate em 2×2.

O lateral-direito português do Corinthians acabou detido pela Polícia Civil após Edenilson prestar Boletim de Ocorrência e só foi solto depois do pagamento de uma fiança no valor de R$ 10 mil. O árbitro Bráulio da Silva Machado relatou na súmula que o jogador do Inter o procurou para dizer ter escutado a expressão “f…-se macaco”, algo negado por Ramos.

O que disse Rafael Ramos

Antes de deixar o Beira-Rio já na madrugada de sábado para domingo, Rafael Ramos fez um breve pronunciamento à imprensa com as seguintes palavras:

“Eu estou aqui com a consciência e cabeça limpa para explicar o que aconteceu. Foi puramente um mal entendido entre mim e o Edenilson. No fim do jogo estive com ele e tivemos uma conversa tranquila, onde expliquei o que tinha acontecido. Ele explicou o que realmente entendeu, que não é verdade. Eu expliquei a verdade daquilo que eu tinha dito. Foi isso que aconteceu. Tivemos uma conversa tranquila. Ele mostrou um receio de se passar por mentiroso, e aí eu falei que ele não é um mentiroso, apenas entendeu as palavras erradas. Apertamos a mão e desejei ele boa sorte”, disse Ramos, que depois ainda se manifestou via Instagram:

O que disse Edenilson

O volante do Inter, por sua vez, reafirmou publicamente em postagem também no Instagram que foi, sim, alvo de racismo por parte do jogador adversário. “Eu sei o que ouvi”, disse Edenilson no longo texto publicado:

“Eu sei o que ouvi. Provavelmente não reagi da forma como deveria pois foi a primeira vez que passei por isso e me incomoda chamar atenção de outra forma que não seja jogando futebol. Ser xingado pelo tom da minha pele… minha reação foi de não parar a partida pois o jogo estava bom e ao mesmo tempo eu não queria que tomasse a proporção que tomou justamente por nunca ter passado por isso. Eu procurei o atleta para que ele assumisse e me pedisse desculpas. Todos erramos e temos o direito de admitir, no meu modo de ver. Mas ele continuou dizendo que eu havia entendido errado. Eu não entendi errado. O procurei pelo respeito que tenho por outros jogadores do Corinthians. Independente da nossa cor, o caráter sempre falará mais alto”, postou o atleta do Inter.

VEJA MAIS – Daniel e Moisés comentam denúncia de Edenilson sobre racismo de Rafael Ramos, do Corinthians:

Clique nas manchetes abaixo para ler mais notícias sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas