fbpx

Técnico do Zenit abre o jogo, revela a atual vontade de Yuri Alberto e já lamenta: “Vai fazer muita falta”

Time russo já sabe que dificilmente contará com o centroavante no segundo semestre

Diante do atual cenário envolvendo a guerra, mudanças na legislação da Fifa e principalmente a vontade do jogador, o Zenit já admite ficar sem Yuri Alberto para a continuidade do ano. Nesta semana, uma entrevista do técnico do clube russo, Sergey Semak, já mostra uma certa resignação pela perda do atleta, que segue no Brasil trabalhando a parte física enquanto não define o futuro.

Sincero, Semak deixou claro e reconheceu que a prioridade de Yuri Alberto nesse momento é jogar por algum outro clube:

“Agora a prioridade do jogador é jogar em outro clube por algum tempo. Respeitamos a decisão de cada jogador. Tudo está sendo negociado. Claro que vai fazer falta. A situação está mudando muito rapidamente. Faz parte do trabalho da comissão técnica fazer algumas mudanças e mudar o jogo com base em quem está no time”, comentou Semak, em entrevista registrada pelo jornalista brasileiro Fábio Aleixo, que reside em Moscou.

O Inter, por sua vez, sabe que, no Brasil, tem a pesada concorrência do Corinthians para ter o atleta. O clube gaúcho já tenta se apegar até mesmo ao “lado emocional” para ter a volta do centroavante, que deixou o elenco na maior venda da história colorada em janeiro – cerca de 25 milhões de euros.

Nesta semana, uma normativa da Fifa estabeleceu que jogadores que atuem em Rússia e Ucrânia possam ficar com seus contratos suspensos até o meio do ano que vem. É esta nova regra que está abrindo margem para Yuri Alberto jogar no Brasil novamente. O caso também vale para Vitão e Wanderson, que seguem normalmente no elenco colorado.

CLIQUE NAS MANCHETES ABAIXO PARA LER MAIS NOTÍCIAS SOBRE O INTER:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas