fbpx

Técnico do Santos vê possível irregularidade em gol do Inter e deixa suspeita à arbitragem: “Difícil falar de futebol”

Fabián Bustos fez novas e contundentes críticas direcionadas à arbitragem brasileira

Santos e Internacional ficaram no empate por 1 a 1 na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. A arbitragem de Ramon Abatti Abel (SC), durante o jogo, irritou o técnico argentino do time paulista, Fabián Bustos, que usou a sua coletiva de imprensa pós-jogo para protestar. Ele citou outras partidas em que se sentiu prejudicado e alegou que, especificamente contra o time colorado, até mesmo o gol de Bruno Méndez poderia ter uma irregularidade com outro jogador gaúcho em frente ao goleiro santista na hora do chute.

O lance que revoltou o Santos, foi o gol anulado do zagueiro Eduardo Bauermann por um polêmico impedimento em cobrança de falta na etapa inicial:

“Não sei o que está acontecendo. É difícil falar de futebol quando temos gols legítimos convertidos jogo após jogo e parecem que se empenham para revisar. A equipe faz bons jogos, enfrentou um grande rival e fez mais gols que eles. O gol do Braga foi revisado por não sei quantos minutos. Parecem buscar um problema. E por que não foi ver o gol do Bauermann? Não tenho vontade de falar de futebol. Sei que é minha obrigação estar aqui, mas não me dá vontade. Nós fizemos bom jogo, eles também criaram e creio que merecemos um pouco mais. Não sei o que está acontecendo. Todos os jogos têm algo contra a gente. São erros claros. E temos o VAR. Quanto tempo pararam o jogo no gol do Braga?”, disse Fabián Bustos, antes de acrescentar:

“O gol deles se revisou por 30 segundos. E existe um jogador com possibilidade de estar à frente do João Paulo. Não sei se era para invalidar, acho que não, mas anularam rapidamente um gol legítimo nosso”.

O treinador argentino prosseguiu indicando que a sua equipe é a que mais vem sendo prejudicada pela arbitragem em todo o campeonato:

“Fico bravo pela tabela, pelo elenco e pela torcida. Temos que fazer mais gols e evitar tomar. Quando fizermos, concretizarmos a vitória. Gosto de ganhar com mais comodidade, óbvio, mas nem sempre é impossível. Não vencemos há cinco jogos, mas merecemos vencer o Ceará e Inter hoje. Contra o Palmeiras… É suspeito. São muitas coisas estranhas”, terminou.

Gol anulado de Eduardo Bauermann pala arbitragem:

Clique nas manchetes em destaque abaixo para ler mais notícias sobre o Inter:

Gostou do site? Então deixe sua curtida:

Publicidade

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas