Suárez embarga a voz e segura o choro no discurso após vencer a Bola de Ouro do Brasileirão

Atacante do Grêmio foi premiado nesta quinta-feira pelo grande desempenho em campo

Publicidade

Em premiação promovida pelos canais ESPN, o atacante Luis Suárez viu o seu desempenho pelo Grêmio no Brasileirão de 2023 ser recompensado com a conquista da tradicional e disputada “Bola de Ouro”, honraria dada ao jogador eleito o melhor da competição. No discurso após receber o troféu, o uruguaio se emocionou e segurou o choro quando falou da esposa e dos três filhos.

“O prêmio é do time, do pessoal que trabalha no CT. É difícil para um jogador de quase 37 anos, no ano que mais joguei na minha carreira, foi o ano que mais fiquei longe da minha mulher e dos meus filhos. Esse trabalho e sacrifício foi para eles e teve sua recompensa. Obrigado a todos”, declarou Suárez.

Suárez embarga a voz e segura o choro no discurso após vencer a Bola de Ouro do Brasileirão

https://twitter.com/rdimortal/status/1732816617535336571

De saída do Grêmio, Suárez teve números impecáveis no Brasileirão e fechou a campanha tendo marcado 17 gols – vice-artilheiro entre todos os jogadores – e 11 assistências. Assim, foi o grande condutor do time na campanha do vice-campeonato, atrás apenas do Palmeiras, que somou dois pontos a mais.

Além de Suárez, o Grêmio também teve Villasanti na premiação dos melhores por posição, e a Seleção Bola de Prata da ESPN em 2023 ficou assim: Weverton (Palmeiras); Mayke (Palmeiras), Adryelson (Botafogo), Murilo (Palmeiras), Piquerez (Palmeiras); Pulgar (Flamengo), Villasanti (Grêmio), Veiga (Palmeiras), Arrascaeta (Flamengo); Hulk (Atlético-MG) e Suárez (Grêmio) Técnico: Abel Ferreira (Palmeiras).

Grêmio convoca a torcida para dar adeus a Suárez

Mais cedo, o Grêmio convocou a sua sempre fanática torcida para dar um “último adeus” a Suárez antes do jogador deixar Porto Alegre no Aeroporto Salgado Filho na manhã desta sexta-feira, dia 8 – saiba aqui todos os detalhes e como participar.

Utilizamos cookies. Aceitar Ler políticas